Dissertação

{en_GB=Optical Transport Networks with Flexi-Grid Planning} {} CONFIRMED

{pt=A procura por soluções inovadoras na área de redes óticas foi fortemente impulsionada com o aumento exponencial de tráfego durante as primeiras décadas do século XXI até aos seus novos limites. A gestão flexível da largura de banda está a ser atualmente integrada em soluções já existentes sobre uma gestão de grelha fixa. O novo paradigma de redes elásticas de transporte ótico só foi possível devido a desenvolvimento de novo equipamento, com especial enfoque em soluções de deteção coerente e introdução de novos formatos de modulação. Adicionalmente, a implementação de canais com elevadas capacidades que poderão transportar até 1 Tbps, os designados Super-canais, levou à necessidade de rever as estratégias de roteamento atualmente implementadas nas redes óticas. Numa perspetiva estática, geralmente aplicável durante o processo de dimensionamento de novas redes, a simulação e o processo heurístico são ferramentas importantes para identificar as melhores soluções em problemas reais. No presente trabalho de investigação, foram comparados, por via de simulação e através de uma abordagem heurística, diferentes algoritmos de roteamento, com diferentes combinações de perfis de tráfego e topologias de rede. Foi concluído que estratégias de ordenamento de pedidos que priorizam os caminhos mais congestionados bem como estratégias de roteamento que consideram o número de 3R como critério principal, complementado com a escolha dos caminhos com menor espetro, levam a melhores resultados. No entanto, verificou-se também que a topologia e a distribuição do tráfego na rede têm impacto nos resultados, devendo estas especificidades serem consideradas no processo de planeamento. , en=In an exponentially growing traffic environment that characterizes the first decades of the 21st century, the search for innovative technological solutions, compliant with dynamic client’s traffic demands, is pushed to its new limits. Fixed grid bandwidth management is being gradually combined with the flexible one that introduces the new paradigm of elastic optical networks. This technological leap was possible with the development of new equipment, with a highlight to the coherent detection solutions, and introduction of new modulation formats. Also, the implementation of high capacity traffic channels, the Super-channels, with capacities that can reach up to 1 Tbps, required new approaches of the routing strategies. In static simulation scenarios, generally applicable at the dimensioning of new optical networks, it is possible to derive best strategies that may be adopted at specific scenarios. In the present investigation, there were compared different combinations of routing strategies, client traffic profiles, demand orderings and optical networks. Heuristic approach was implemented, and the results compared. It was concluded that demand orderings by the most congested link first and routing criteria that considers the minimum number of regenerators as the first criteria and the minimum spectrum as an untie criteria lead to best results. Thus, demand ordering and routing criteria algorithms have direct influence at the performance networks, being be an important tool in the planning process. However, networks with different topologies will react differently to client’s demands, therefore it is important to consider network’s and client’s specificities before implementation of extensive modifications. }
{pt=Redes de transporte óticas, grelhas fixa e flexível, redes elásticas, ordenação de pedidos, estratégias de roteamento, Super-canais, en=Optical Transport Network, Fixed and Flexible Grids, Elastic Optical Networks, Demand Ordering, Routing Strategies, Super-channels}

Junho 27, 2019, 14:30

Orientação

ORIENTADOR

João Miguel Santos

Infinera

Especialista

ORIENTADOR

João José de Oliveira Pires

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores (DEEC)

Professor Auxiliar