Dissertação

{pt_PT=A metodologia de Nuno Portas: um percurso entre arquitectura e política} {} EVALUATED

{pt=A presente dissertação estuda o percurso profissional e cívico de Nuno Portas. Através da análise da sua decisão política, e da relação deste com o seu trabalho como arquitecto e urbanista, procura-se averiguar de que modo pode a política contribuir para a definição e implementação de uma desejável organização do espaço e do território. Das metodologias por detrás deste percurso, surge a estruturação deste em cinco ciclos de trabalho, de onde são seleccionados três casos de estudo. No livro A Cidade Como Arquitectura, enquanto arquitecto teórico, Nuno Portas propõe uma forma diferente de pensar a cidade e consequentes soluções programáticas e metodológicas. Na Revisão do Plano Geral da Universidade de Aveiro, enquanto urbanista, experimenta um inovador processo assente num esquema de espaços públicos, na flexibilidade dos parâmetros e no diálogo entre agentes. Enquanto decisor político implementa o Serviço Ambulatório de Apoio Local que, no conturbado período pós-revolução, testa uma solução habitacional com base no envolvimento das populações intervencionadas nos processos decisório e de construção. Na análise comparativa destes exemplos, Nuno Portas define-se como múltiplo e heterodoxo, estruturalista e multidisciplinar. O sentido de dever cívico que partilha com o seu mentor Nuno Teotónio Pereira rege-se pelos princípios da participação, da liberdade calibrada e da reflexividade. Na sua participação política, misturando experimentalismo ad hoc com forte investigação prévia, usa políticas públicas como meio de teste e propagação de um método de organização do espaço. Demonstra assim a pertinência das inter-relações entre arquitectura, urbanismo, e política, enquadradas numa transição entre desenho e desígnio. , en=The present essay studies the professional and civic course of Nuno Portas. Through the analysis of his political decisions and his work as an architect and urban planner, it inquires how politics can contribute to the definition and implementation of a desired organization of space and territory. Through the methodologies behind this course, it is structured into five work cycles, from which three case studies are selected. In the book A Cidade Como Arquitectura, as a theoretical architect, Nuno Portas proposes a mindset on the city, with its programmatic and methodological solutions. In the Campus for the University of Aveiro, as an urban planner, Portas experiments with a process based on a scheme of public spaces, the flexibility of its parameters and the dialogue between stakeholders. As a political decision-maker, he implements the Serviço Ambulatório de Apoio Local which, in a revolutionary period, serves as a test of a pioneering housing solution, based on the involvement of the intervened communities in the decision-making and construction processes. From a comparative analysis of these examples, Nuno Portas arises as cross-disciplinary, structuralist, manifold and heterodox. His sense of civic duty is enlightened by the principles of participation, calibrated freedoms and reflexivity. In his political participation, through the combination of prior research with ad hoc experimenting, Portas uses public policy as a means of testing and disseminating a method for organizing space. This course thus demonstrates the relevance of the interrelationships between architecture, urbanism, and politics, framed in a gradient between design and decision.}
{pt=Nuno Portas, Metodologia, Cidadania, Urbanismo, Política, en=Nuno Portas, Methodology, Citizenship, Urbanism, Politics}

Novembro 28, 2018, 17:30

Orientação

ORIENTADOR

Ana Cristina Dos Santos Tostões

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Catedrático