Dissertação

{pt_PT=Avaliação da utilidade de previsões meteorológicas sazonais em Portugal} {} EVALUATED

{pt=A previsão meteorológica para um horizonte de previsão de alguns meses a um ano tem um enorme interesse para a gestão de recursos hídricos, mesmo se estas previsões forem aproximadas. Este estudo avaliou a hipótese de utilizar a Oscilação do Atlântico Norte com indicador de previsão da precipitação em Portugal. Selecionaram-se 70 postos udométricos distribuídos uniformemente por território nacional, com registos de precipitação contínuos durante um período de 70 anos, com inicio a outubro de 1931 e término em setembro de 2000. Estes postos foram agrupados por regiões, recorrendo à análise de componentes principais (PCA), resultando três grupos, representativos das regiões Norte, Centro e Sul. As séries de precipitação média sobre cada uma destas regiões foram calculadas utilizando o método dos polígonos de Thiessen. Procurou-se confirmar se as flutuações quantitativas da pluviosidade são um reflexo da fase em que a OAN se encontra e identificar como pode a monitorização da OAN contribuir para a construção de uma perspectiva da precipitação futura. Das séries temporais trimestrais, apurou-se que existem variações significativas na evolução da OAN que têm um impacto direto na evolução da precipitação. Analisando as correlações da precipitação anual, semestral e trimestral com os valores médios da OAN concluiu-se que a última análise de valores trimestrais apresenta maior potencial como ferramenta de previsão. É possível que tenhamos de começar a considerar um novo alinhamento das condições meteorológicas para cada trimestre do ano e, com base nesta premissa, reajustarmos as medidas de ação necessárias para a prevenção e mitigação de impactes. , en=The meteorological prediction in a time frame of a few months or a year has a major interest for the hydrological resources management, even with approximated predictions. This study was evaluated the hypothesis of using North Atlantic Oscillation as a prediction indicator of Portugal’s precipitation. Were selected 70 meteorological stations uniformly distributed through national territory, with continuous precipitation records during a 70 years period, beginning at October of 1931 ad finishing at september of 2000. These stations were grouped up by regions, trough principal components analysis (PCA), resulting three groups, representative of North, Center and south regions. The average precipitation series, for each regions, were calculated using the Thiessen polygons method. It was intended to confirm if the quantitative fluctuations of rainfall are a reflexion of North Atlantic Oscillation phase and of the annual period considered and, also, identify how NAO monitoring contributes to the construction of a future rainfall perspective. From the temporal series, was estimated that there are significant variations in NAO’s evolution with a direct impact on precipitation evolution. Analyzing the annual, biannual and quarterly precipitation correlations with the average values of NAO, it was concluded that the last analysis of quarterly values presents the higher potential as a prediction tool. So, in conclusion, it is possible that we should have to consider a new alignment of meteorological conditions for each quarter of the year and, basing our assumptions in this hypothesis, readjust our action measures necessary for the mitigation and prevention of certain impacts. }
{pt=Precipitação, Previsão, Oscilação do Atlântico Norte, Análise trimestral., en=Precipitation, Prediction, North Atlantic Oscillation, Quarterly analysis}

Dezembro 20, 2017, 16:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Rodrigo De Almada Cardoso Proença de Oliveira

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar