Dissertação

{pt_PT=(De)morar nos vestígios da aridez. O ócio escavado nas linhas do tempo} {} EVALUATED

{pt=Porto Santo, um lugar insular e árido, torna-se próximo como objeto de estudo e de projeto. Através de uma metodologia aberta, o processo desenvolveu-se em duas partes: a primeira em grupo (leitura) e a segunda individual (desenho). A leitura do lugar consiste numa investigação temporal da ilha: o passado, o presente e o futuro. Recorrendo às ferramentas adquiridas no curso, como a análise de fotografias históricas, o trabalho de campo e o recurso ao esquisso, foi possível identificar a essência de Porto Santo. Um passado que vivia, com os seus profetas e os muros de croché; um presente predador, onde o contraste das barulhentas estruturas hoteleiras que ferem o território com uma natureza silenciosa que expande o eu; um futuro que respeita, onde uma resposta conjunta revela um percurso que dá a conhecer uma ilha que podia ter sido. O desenvolvimento individual divide-se em duas grandes ações: o percurso e o (de)morar. Como primeira ação o projeto procura agarrar este percurso ao território através de duas investigações que cuidadosamente o definem: os registos prediais e a vegetação (densidade e espécies). Tomando consciência de que a velocidade dos tempos de hoje e a distância do percurso não eram compatíveis com a possibilidade de pernoitar e habitar este caminho, a segunda ação veio indagar se ”ainda somos capaz (de)morar?”. Materializa-se um sistema de moradas ao longo do percurso que permite ao profeta abrigar-se e experienciar o ócio., en=Porto Santo, an insular and arid place, becomes close as an object of study and project. Through an open methodology, the process was developed in two parts: the first in group (reading) and the second individual (drawing). The reading of the place consists in a temporal investigation of the island: the past, the present and the future. Using the tools acquired during the course, such as the analysis of historical photographs, fieldwork and the use of a sketch, it was possible to identify the essence of Porto Santo. A past that lived, with its prophets and crocheted walls; a predatory present, where the contrast of noisy hotel structures that hurt the territory with a silent nature that expands the self; a future that respects, where a joint response reveals a path that makes known an island that could have been. The individual development is divided into two major actions: the path and the "(de)morar." As a first action, the project seeks to grab this path to the territory through two investigations that carefully define it: the land registry and the vegetation (density and species). Becoming aware that the speed of today's times and the distance of the trail were not compatible with the possibility of staying overnight and inhabiting this path, the second action inquired if "we are still able to "(de)morar"?". A system of shelters is materialised along the path that allows the prophet to take refuge and experience idleness.}
{pt=percurso, moradas, desacelarar, tempo, ócio, vegetação, en=path, addresses, deceleration, time, idleness, vegetation}

julho 6, 2023, 10:30

Orientação

ORIENTADOR

Paulo David Abreu Andrade

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado Convidado

ORIENTADOR

Daniela Arnaut Godinho Antunes

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar Convidado