Dissertação

{pt_PT=Taxas de uso da infraestrutura ferroviária. Contribuição para a formulação de um sistema tarifário baseado na modelação de custos operacionais} {} EVALUATED

{pt=A legislação europeia, nomeadamente, a Diretiva 2012/34/CE e o Regulamento 2015/909, associada aos princípios de tarifação para utilização da infraestrutura ferroviária, tem motivado o estudo e análise por parte dos investigadores tendo em vista a adoção das melhores práticas que permitam a revitalização de um sector que luta de forma desigual face a outros modos de transporte. Verifica-se, atualmente, a existência de uma disparidade de critérios subjacentes à implementação da taxa de uso pelo acesso à infraestrutura. Esta situação revela a heterogeneidade e ausência de harmonização de critérios dentro do espaço comum induzindo a que o mercado ferroviário no seu todo não possa evoluir como desejável, promovendo a abertura dos mercados, estimulando a competitividade de forma a assegurar os interesses de todos os stakeholders envolvidos, bem como da sociedade como um todo. Neste sentido, torna-se claro que existe uma forte motivação para o desenvolvimento de um tarifário de rede que fizesse refletir o que de bom já se pratica nos países da Europa Ocidental, sem prejuízo do consagrado nos normativos e legislação europeus sobra a matéria. Pretende a presente dissertação fazer uma retrospetiva das políticas e estratégias seguidas na europa, caracterizando os seus tarifários e determinando as diferenças dos níveis tarifários. Em complemento, pretende apresentar uma proposta de tarifário baseado na modelação dos custos operacionais, atendendo às boas práticas existentes e suportada no conceito da Willingness to pay (WTP) dos operadores por forma a assegurar a competitividade dentro dos vários segmentos de mercado., en=The European legislation, namely the 2012/34/EU Directive and 909/2015 Regulation, associated to the principles regarding the access and use of the infrastructure, has originated a constant study to better comprehend the practices that should be adopted in order to revitalise a sector that struggles against others means of transportation. Nowadays, there are a number of different criteria regarding charging for the access and use of the infrastructure. This only reveals the lack of homogeneity and the absence of harmonized criteria’s, which leads to the underdevelopment of the railroad market since it doesn't stimulate competiveness, nor defends the interests of the different players. When we acknowledge this problem, it becomes clear that there is a strong motivation to start addressing the issue of developing a system that reflects the good practises already in use in other European countries, while in full consideration of European directives and regulations. The present work aims to deliver an analysis concerning the different policies and strategies already in use other member states, characterizing their fare systems and giving a clearer image on the major qualitative and quantitative differences of the different levels of fares implemented. Furthermore, it was also an objective to present a new proposal for the implementation of a new charging system based in operational cost modulation, aligned with the best practices available and also based on the concept of the operator willingness to pay since it’s necessary to ensure competiveness within the various market segments.}
{pt=Willingness to Pay, custo marginal, custo total, segmentos de mercado, en=Willingness to pay, marginal cost, total cost, market segments}

Dezembro 7, 2017, 9:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Paulo Manuel da Fonseca Teixeira

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar