Dissertação

{pt_PT=Distribution of trace elements in sediment cores of the Great Whale River (Quebec, Canada) after a landslide} {} EVALUATED

{pt=Em abril de 2021, o segundo maior deslizamento de terra da história de Quebec ocorreu ao longo da margem norte do rio "Great Whale", região de Nunavik. Mais de 45.000.000 m3 de detritos foram despejados no rio. Este trabalho foi conduzido com o objetivo de contribuir para o estudo dos potenciais impactos do deslizamento de terra no ecossistema do GWR. A concentração total de oito elementos traço (TEs) em cores de sedimentos resultantes do deslizamento de terra e sua mobilidade foram analisados. Dois cores foram amostrados no verão e um no inverno. A concentração total dos TEs foi determinada por digestão, e a sua mobilidade foi determinada por extrações sequenciais. ICP-MS e FASS foram usados. A maioria das amostras classificou-se como limpa (58%) ou com contaminação vestigial (39%). As maiores concentrações totais encontravam-se nas camadas superiores dos cores. O manganês e o chumbo foram os elementos mais móveis. Até 66% de Mn e 41% de Pb foram facilmente mobilizados nos sedimentos superficiais dos cores. Apesar da proximidade espacial dos cores amostrados, o fracionamento dos TEs foi diferente entre cores. Para o Mn e Cr, esta diferença pode ser explicada pela sazonalidade dos níveis de oxygen, para os demais elementos, só pode ser explicada pela heterogeneidade dos sedimentos. O chumbo foi o elemento que poderia representar a maior ameaça para o meio ambiente devido à sua toxicidade e mobilidade. Mais estudos são necessárias para entender completamente as implicações do deslizamento de terra no ecossistema do rio., en=In April 2021, the second-largest landslide in Quebec’s history occurred along the north bank of the Great Whale River, Nunavik region. Over 45,000,000 m3 of debris were dumped into the river. This work was conducted to contribute to the study of the potential impacts of the landslide on the GWR ecosystem. The total concentration of eight trace elements (TEs) (As, Cd, Cr, Cu, Mn, Ni, Pb, and Se) in sediment cores resulting from the landslide and its mobility were analyzed. Two sediment cores were sampled in summer and one in winter. The total concentration of TEs was determined by digestion, and their mobility was determined by five sequential extractions. ICP-MS and FASS were used. Most samples were either clean (58%) or had trace contamination (39%). The highest total concentrations were found in the cores’ surface sediments. Manganese and lead were the most mobile elements. Up to 66% of Mn and 41% of Pb were easily mobilized in the surface sediments of the cores. Despite the spatial proximity of the sampled cores, TEs fractionation was different between cores. For Mn and Cr, it could be explained by O2 levels seasonality, for the other elements, it could only be explained by the heterogeneity of the sediments. Lead was the element that could pose the greatest threat to the environment due to its toxicity and mobility. Further research is needed to fully understand the implications of the landslide in the river’s ecosystem.}
{pt=Elementos Traço, Deslizamento de terra em argila sensível, Alterações Climáticas, Rio Subártico, Extrações sequenciais., en=Trace elements, Sensitive clay landslide, Climate change, Subarctic river, Sequential extractions.}

julho 3, 2023, 10:30

Orientação

ORIENTADOR

Raoul-Marie Couture

Department of Chemistry – Université Laval, Quebec, Canada

Professor Associado

ORIENTADOR

João Alfredo Vieira Canário

Departamento de Engenharia Química (DEQ)

Professor Associado Convidado