Dissertação

{pt_PT=Áreas de reabilitação urbana. Caracterização e tipologias} {} EVALUATED

{pt=As consequências da falta de bons métodos de planeamento, ou a inexistência dele, deixaram marcas bastante visíveis no território, originando a degradação do edificado. De modo a reverter esta situação e procurar adotar medidas e políticas que promovam a sustentabilidade, vitalidade e desenvolvimento das cidades surge então uma preocupação em torno do conceito de reabilitação urbana. A reabilitação urbana tem vindo a adquirir várias definições ao longo do tempo. As problemáticas atuais obrigaram os municípios a mudar as suas práticas e forma de olhar e pensar o território. Esta mudança torna o conceito mais amplo e para além da reabilitação física de edifícios, ganha outras especificidades e preocupações. No âmbito das políticas de reabilitação urbana, sobressaem os fatores de natureza social; económica; ambiental e do património, integrados nas políticas urbanísticas municipais aliadas à aplicabilidade das legislações que têm vindo a ser aprovadas enquanto orientadoras de estratégias e operacionalização. A implementação de planos estratégicos; definição de objetivos; monitorização dos projetos e a divulgação de informação revelam-se exemplos de boas metodologias, capazes de sensibilizar e chamar a atenção para a importância de reabilitar edifícios e o espaço público. Partindo da discussão do conceito de reabilitação urbana e do seu enquadramento legal em Portugal, nesta dissertação pretende-se caracterizar as áreas de reabilitação urbana que têm vindo a ser delimitadas a nível nacional. Essa caracterização é feita pormenorizadamente para três casos de estudo, de forma a identificar as suas condições de sucesso e obstáculos que se colocam. , en=The consequences of a lack of good planning methods, or the absence of it, left very visible marks on the territory, giving birth to building degradation. In a way to reverse the situation and seek to adopt measures and policies that promote sustainability, vitality and development of the cities arises the concern surrounding the concept of urban renewal. Along the time urban renewal has been acquiring different meanings. Nowadays problems has forced counties to change their practices and the way to look and think about the territory. These changes makes the concept more vast and beyond the physical rehabilitation of the buildings, gaining other specifics and concerns. Within the scope of urban renewal policies, the following components that stands out are social, economic, environmental and heritage. The stated components integrate into the municipalities’ urban policies that allies to the applicability of the laws, which have been approved as guidance of strategies and operationalisation. The implementation of strategic plans, goals setting, project monitoring and the information disclosure, turns out to be an example of good methodology, capable of stimulating and bringing attention to the importance of rehabilitating buildings and public areas. Setting out from the discussion about urban renewal concept and it’s legal framework in Portugal, in this dissertation it’s intended to characterise the areas of urban renewal that have been identified in a national level. That characterisation is applied into detail for three case studies, in a way to identify their conditions to success and obstacles that might come across. }
{pt=Reabilitação Urbana, Estratégia, Planos, Programas, Monitorização, Município., en=Urban Rehabilitation, Strategy, Plans, Programs, Monitoring, Municipality .}

Novembro 28, 2019, 14:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Maria Beatriz Marques Condessa

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar