Dissertação

{pt_PT=Infraestruturas Verdes e Turismo de Natureza Os desafios da integração à escala regional} {} EVALUATED

{pt=O mercado do turismo tem crescido de forma acentuada a nível mundial. Portugal, e mais especificamente Lisboa e a Área Metropolitana, têm-se tornado destinos cada vez mais apreciados, publicitados e visitados, o que traz benefícios, maioritariamente económicos, mas também alguns problemas, como a sobrecarga das infraestruturas, a pressão exercida sobre o mercado imobiliário, com o aumento das rendas em locais cuja procura aumenta exponencialmente, o risco de perda ou sobre-exploração dos recurso existentes, as alterações irreversíveis provocadas nas culturas recetoras, entre outros. No caso da Área Metropolitana de Lisboa, verificam-se estes problemas, mas, acima de tudo, verifica-se uma sobre-exploração da cidade de Lisboa e uma má distribuição do mercado turístico pela restante região, que também dele deve e pode beneficiar. Tornam-se então evidente duas atitudes a tomar: encontrar formas de tornar o mercado turístico mais sustentável e expandir o atrativo de Lisboa à restante região. Procurou então perceber-se de que forma a Rede Ecológica Metropolitana definida à escala regional e local na área metropolitana poderia ser resposta à problemática identificada, constituindo uma infraestrutura de Turismo de Natureza, através da sua operacionalização. A pesquisa da informação teórica necessária relacionou-se com o conceito das Infraestruturas Verdes e do Turismo e, com vista a encontrar uma proposta de operacionalização da referida rede, adotou-se uma metodologia que demonstrasse como a tornar mais atrativa e, consequentemente, levar os visitantes de Lisboa à restante região. Pode dizer-se que os objetivos propostos foram cumpridos, considerando-se que o método encontrado seria possível de replicar em situações semelhantes., en=The tourism market has grown exponentially worldwide. Portugal, and specially Lisbon and the Metropolitan Area, have become increasingly popular, publicized and visited destinations, which brings benefits, mostly economic, but also some problems, such as the overload of infrastructures, pressure on the real estate, with the increasing rents in places where demand is increasing exponentially, the risk of loss or overexploitation of existing resources, irreversible changes in the indigenous cultures, among others. In the case of the Lisbon Metropolitan Area, these problems also exist but, above all, there is an overexploitation of Lisbon and a poor distribution of the tourist market by the rest of the region, which also should and can benefit from it. Two steps are now evident: find ways to make the tourism market more sustainable and expand the attractiveness of Lisbon to the rest of the region. It sought to understand how the Metropolitan Ecological Network defined at the regional and local level in the metropolitan area could be a response to the identified problem, constituting a Nature Tourism Infrastructure, through its operationalization. The research on the necessary theoretical information was related to the concept of Green Infrastructures and Tourism and, to find a proposal for the operationalization of the said network, a methodology was adopted that showed how to make it more attractive and, consequently, bring visitors to the rest of the region. It can be said that the proposed objectives were fulfilled, considering that the method found would be possible to replicate in similar situations.}
{pt=rede ecológica metropolitana, infraestruturas verdes, turismo de natureza, atratividade, en=metropolitan ecological network, green infrastructures, nature tourism, attractiveness}

Dezembro 3, 2018, 9:0

Orientação

ORIENTADOR

Ana Isabel Loupa Ramos

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

José Manuel Simões

IGOT – Instituto de Geografia e Ordenamento do Território

Professor Catedratico