Dissertação

{pt_PT=Simulação energética de coberturas verdes semi-intensivas} {} EVALUATED

{pt=Com as crescentes preocupações ambientais observadas nos últimos anos, as coberturas verdes surgem como uma opção sustentável para a diminuição do consumo energético dos sistemas de climatização e consequentemente das emissões de gases com efeito de estufa. O principal objetivo deste estudo é a análise da influência de coberturas verdes semi-intensivas no desempenho energético de edifícios, recorrendo ao programa computacional EnergyPlus, que contém um modelo específico para análise de coberturas verdes. O estudo iniciou-se com uma calibração, realizada com o auxílio de quatro tabuleiros experimentais existentes no ISA em Lisboa, contendo distintas amostras de coberturas verdes. Verificou-se que o modelo de simulação criado no programa aproxima o comportamento experimental registado. O seguinte passo consistiu numa análise de sensibilidade do modelo. Os resultados demonstraram que, para o clima de Lisboa, solos mais espessos e vegetações mais densas são as opções que contribuem para uma maior diminuição dos consumos energéticos. Em seguida, as coberturas analisadas no ISA foram comparadas com duas coberturas planas comuns em Portugal – claras e escuras – em relação ao consumo energético. Analisou-se também a influência da espessura de isolamento térmico nas mesmas coberturas. Foi possível observar que as coberturas verdes criadas apresentaram melhores resultados que as restantes coberturas planas, sendo que a cobertura clara é aquela que mais se aproxima em termos globais, visto apresentar bom desempenho na estação de arrefecimento. Os resultados também demonstraram que as poupanças energéticas das coberturas verdes em relação às restantes diminuem à medida que se aumenta a espessura de isolamento., en=With the increasing concern about our planet´s health observed in the last years, green roofs arise as a more sustainable option to the reduction of energy consumption in the HVAC systems and consequently lower the greenhouse gas emissions. The main purpose of this study is to evaluate the influence of semi-intensive green roofs in the energy performance of buildings, using the simulation program EnergyPlus which contains a vegetated roof model. The study began with a calibration, using four trays (T3, T5, T6 and T7) present in ISA, Lisbon, containing distinct samples of green roofs. It has been confirmed that the model represents the thermal behavior of these roofs, but with different peak values. Then a sensitivity analysis was conducted. Results have shown, for the climate of Lisbon, that thicker soils and dense vegetation represent the best options for the reduction in energy consumption. Afterward all the four green roofs at ISA were compared with two common flat roofs in Portugal – white and black – in respect to energy performance. The level of insulation (XPS) was also evaluated. It was concluded that all four green roofs perform better than any of the other flats roofs in an annual analysis and the white roof is the one that performs better in summer, obtaining similar results when compared to the green roofs. Results also have shown that savings of green roofs in relation to the other flat roofs are substantially lowered when the level of insulation is high.}
{pt=coberturas verdes, eficiência energética, EnergyPlus, en=green roofs, energy efficiency, EnergyPlus}

Junho 18, 2018, 11:0

Orientação

ORIENTADOR

Maria Cristina De Oliveira Matos Silva

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

Maria da Glória De Almeida Gomes

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar