Dissertação

{pt_PT=Retail Anatomy. An Analysis on Commercial Activity in Lisbon. 1995-2010} {} EVALUATED

{pt=A localização de atividade comercial, e a sua inserção no sistema urbano, são alvo de estudo desde a primeira metade do século passado, sendo que os primeiros modelos de localização são ainda anteriores. Esses modelos, contudo, permanecem como referências obrigatórias em trabalhos onde seja proposto analisar a dinâmica da cidade, considerando a complexidade que lhe é inata, e que sempre impossibilitará que todos os processos subjacentes ao seu funcionamento possam ser decifrados. A cidade é, afinal, um sistema complexo, onde a presença de atividade comercial se apresenta como característica desejável, cuja presença constitui medida de centralidade e (con)vivência: os estabelecimentos comerciais são, desde sempre, locais de consumo, mas também de socialização. A sua presença tem sido explicada por fatores económicos e sociais, e características de acessibilidade e sintaxe espacial, entre muitos outros. A presente dissertação tem como objetivo contribuir para essa pesquisa, utilizando como sujeito de experimentação a cidade de Lisboa, e como chave de desencriptação três recenseamentos comerciais (CML) efetuados em três décadas distintas (1995, 2002 e 2010). São analisados fenómenos observados para o comércio a retalho (localização e aglomeração, relocalização ou extinção, entre outros), procurando identificar padrões espaciais e estabelecer relações de causalidade entre estes e outra informação disponível (Censos 1991, 2001 e 2011). A interpretação dos processos identificados permite ganhar conhecimento sobre os mesmos, podendo essa informação contribuir para o planeamento urbano em áreas tão diversas como renovação urbana, mobilidade, ou intervenção social., en=The location of commercial activity, and its role within the urban system, has been subject to study since at least the first half of the last century, with prior location models dating even earlier. Those first models are still, however, mandatory references in research, considering the formidable task of understanding the processes that underlie at the foundations of a city. The city is a complex system, where the presence of commercial activity presents itself as a desirable characteristic, whose presence is a both a measure of centrality and liveability: commercial establishments are places of consumption, but also socialization. Economic and social characteristics, accessibility and spatial syntax, along with many other factors, have been used when accounting for their presence, with 200 years of research providing for some relevant insight on the subject. The present dissertation aims to contribute to it, by analysing three commercial censuses carried out in three distinct decades (1995, 2002 and 2010) in the city of Lisbon. Retail location and agglomeration, relocation or extinction, among other phenomena are identified and interpreted, while trying to explain for spatial patterns and establish causal relations between these and other available information (census data from 1991, 2001 and 2011). A better understanding of the processes thus identified can help in developing measures that will contribute for preserving liveability while maintaining relevance, since they can inform urban planners in areas as diverse as urban renewal, mobility issues, or even social intervention.}
{pt=análise espacial, economia urbana, en=spatial analysis, urban economics}

Novembro 13, 2017, 15:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

João António De Abreu e Silva

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado