Dissertação

{pt_PT=Mapeamento da percepção de risco de ciclistas em ambiente urbano} {} EVALUATED

{pt=As políticas de planeamento têm evoluído no sentido de aumentar o conforto e segurança do ciclista na infraestrutura ciclável. No entanto, a quantidade de informação relativa à perceção de risco e de conforto do ciclista em função do tipo de infraestrutura em que circula é muito limitado. Neste seguimento, na presente dissertação, investigou-se a perceção de risco de um grupo de 21 ciclistas, para identificar um possível comportamento comum de cada grupo, que pudesse ser utilizado para classificar a infraestrutura em que circula. Precedente desta análise, cada ciclista foi classificado em cinco grupos função do seu nível de conforto e nível de proficiência na utilização da bicicleta. Os voluntários que realizaram a experiência, equipados com um aparelho medidor de parâmetros biométricos e equipamento de recolha de vídeo e informação GPS. A partir dos dados recolhidos foram identificados eventos, relacionados com o comportamento de condução dos ciclistas. Foram também, recolhidos obstáculos, presentes na infraestrutura que pudessem influenciar a condução do ciclista e procedendo-se ao mapeamento dos mesmos. Os dados biométricos obtidos, foram analisados qualitativamente, procurando-se estabelecer uma correspondência entre momentos de stress detetados a partir dos registos biométricos e situações sincronizadas obtidas dos vídeos, identificando desta forma possíveis diferenças nos indutores de stress apresentados pelos vários grupos. Os resultados obtidos sugerem que pode existir uma correspondência entre o comportamento do ciclista de um determinado grupo e as características das vias nas quais circula apresentam. , en=Planning policies have evolved to increase cyclist's comfort and safety in the cycling infrastructure. However, the amount of information available regarding the cyclist’s risk perception and comfort according to the type of infrastructure in which they travel is very limited. Accordingly, the present research analyzed the risk perception of a group of 21 cyclists to identify if there was a common behavior of each group that could be used to categorize the type of infrastructure they traveled in. Prior to this analysis, each cyclist was classified in five different groups according to their comfort and level of cycling proficiency. The volunteers selected to take a part in the experiment were equipped with a device to measure biometrical parameters and another one to collect video and GPS data. From the collected data, we defined and applied a procedure to identify a set of events for each ride of all cyclist, related to their behavior. We also collected data on hindrances present on the infrastructure they travelled in, which could interfere with their cycling behavior. The biometric data was analyzed qualitatively, where a correspondence was searched between the moments of stress detected in those biometric registers and synchronized situations collected with video data, in order to identify possible differences of stress inducers among the various groups of cyclists. Our results suggest that there may be a correspondence between the driving behavior of a cyclist from a specific group and the characteristics that the roads in which they travel present.}
{pt=Bicicleta, Conforto, Deteção vídeo, Infraestrutura ciclável, Lisboa, Mapeamento de risco, en=Comfort, Cycling infrastructure, Cyclist, Lisbon, Mapping of risk, Video detection}

Outubro 9, 2017, 11:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Filipe Manuel Mercier Vilaça e Moura

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado

ORIENTADOR

Manuel Ricardo De Almeida Rodrigues Marques

Polo IST-ISR (CC. 1601)

Investigador Pos-Doc