Dissertação

{pt_PT=Pavimentos de madeira em edifícios antigos – estudo de uma solução de reforço} {} EVALUATED

{pt=Edifícios antigos com estruturas de alvenaria e madeira quando afetados por ações dinâmicas horizontais, como a ação sísmica, dependem significativamente da rigidez e resistência dos pisos e das ligações destes com as paredes para promover um comportamento conjunto da estrutura. O pavimento, normalmente composto por vigas e tábuas de madeira com ligações pouco rígidas e com inadequadas ligações às paredes resistentes, não é capaz de distribuir as forças de inércia pelos elementos verticais. É proposto um reforço com painéis de derivados de madeira OSB com o intuito de melhorar a rigidez e resistência no plano de pavimentos antigos, com base num pavimento executado recorrendo a técnicas tradicionais de construção. A análise do reforço foi realizada a partir de modelos numéricos, tendo as ligações entre os elementos sido caracterizadas a partir de ensaios cíclicos a três tipos: pregadas, aparafusadas e coladas. Verificou-se maior resistência e rigidez por parte das ligações pregadas quando comparadas com as aparafusadas, apresentando maior dissipação de energia por ciclo. As ligações coladas demonstraram um elevado nível de rigidez, não tendo sido possível obter conclusões relativamente à resistência. Foi realizada uma análise paramétrica do reforço, modificando a configuração deste em termos de número de divisões nos painéis e espaçamento entre conetores. Foi ainda considerada a solidarização de juntas entre painéis com pranchas coladas. Dentro das quarenta variantes modeladas, apenas oito demonstraram valores de resistência e rigidez no plano adequados, apresentando resultados semelhantes a outras soluções de reforço com custo de aplicação muito superior., en=Old Unreinforced Masonry Buildings (URM) when affected by horizontal dynamic actions, such as seismic action, depend significantly on the stiffness and strength of the floors and on the existing connections between the floors and the masonry walls. Although, in these types of buildings, the floor is usually made of timber beams and boards which are poorly connected between themselves and with the walls. These aspects prevent the building from distributing inertia forces to vertical elements properly. It is therefore proposed a type of reinforcement consisting of wood-based panels, OSB, in order to improve the in-plane stiffness and strength of existing old floors. The reinforcement is based on a timber floor executed with traditional construction techniques. The reinforcement was analyzed through numerical models. The connections were modeled based on laboratory cyclic tests of three different types: nailed, screwed and glued. Nailed connections showed higher stiffness and strength alongside with higher dissipation of energy per cycle compared to screwed connections. Glued connections showed the highest level of stiffness, although, it was not possible to draw conclusions regarding its strength. Various configurations of the reinforcement were modelled to perform a parametric analysis. Forty different models where created changing the spacing between connectors and the number of panel’s divisions as well applying glued boards to eliminate joints. Among the different variants, only eight revealed adequate strength and stiffness with similar results compared to other reinforcement solutions with higher costs.}
{pt=Pavimentos de madeira, Reforço sísmico, Rigidez no plano, Resistência no plano, Ligações madeira-madeira, en=Timber floors, Seismic reinforcement, In-plane stiffness, In-plane strength, Timber-to-timber connections}

Outubro 23, 2020, 15:0

Orientação

ORIENTADOR

Luís Manuel Coelho Guerreiro

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado

ORIENTADOR

Rita Maria Do Pranto Nogueira Leite Pereira Bento

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado