Dissertação

{pt_PT=Padrões de utilização da trotineta partilhada} {} EVALUATED

{pt=As trotinetas elétricas partilhadas surgiram em Lisboa nos finais do ano de 2018, com o intuito de melhorar a micromobilidade dentro da cidade e promover a mobilidade partilhada na população. Estes novos modos são utilizados para a realização de curtas distâncias como o “primeiro e último quilómetro”, servindo também como acesso rápido a outros modos de transporte. Tendo em conta que se trata de um modo recente, existem poucos estudos sobre quais os seus impactos dentro das cidades. Desta forma este estudo incide em compreender o papel das trotinetas em Lisboa e, se são utilizadas da forma pretendida. Foi então realizado um inquérito dirigido apenas a utilizadores de trotinetas partilhadas, que questionou os participantes sobre os seus padrões de mobilidade regulares; utilização da trotineta partilhada; preferências e opiniões relativamente aos sistemas de trotinetas; e características sociodemográficas e de habitação. A partir deste inquérito foram desenvolvidas três análises. A primeira diz respeito à identificação dos tipos de utilizadores, através de uma análise de clusters utilizando o programa SPSS, da qual resultaram dois grupos: os unimodais e os multimodais. A segunda análise foi baseada nas origens e destinos das viagens com a trotineta e, utilizando o programa QGIS, determinaram-se os padrões territoriais e de utilização dos utilizadores. Na última análise desenvolveram-se dois modelos que procuram explicar as escolhas dos utentes, relativamente aos motivos da viagem com a trotineta e os modos que foram substituídos pela mesma., en=Shared e-scooters were introduced in Lisbon in the end of 2018 to improve micro-mobility within the city and promoting shared mobility in the population. This new mode is typically used for short distances and for the "first and last mile" to provide a quick access to other modes of transport. As this is a recent mode, there are few studies on what its impacts are in cities. Therefore, this study focuses on understanding the role of scooters in Lisbon and whether or not they are used as initially planned. A survey was then carried out targeting only users of shared e-scooters, who were questioned about their regular mobility patterns; how they used of the shared e-scooter; preferences and opinions regarding e-the sharing system; and additional personal socio-demographic and housing characteristics. Three analyses were developed based on the collected data. The first concerns the identification of types of users, through cluster analysis using the SPSS, which resulted in two groups: unimodal and multimodal users. The second analysis was based on the origins and destinations of e-scooter trips and, using QGIS, geographical mobility patterns were identified (i.e., potential routes, as these could not be extracted from e-scooters activity). In the final analysis, two models were developed which seek to explain users' choices regarding the trip motivation and which modes have been replaced by shared e- scooters.}
{pt=Trotinetas elétricas partilhadas, Mobilidade partilhada, Micromobilidade, Lisboa; Análise de clusters, Modelos de escolha discreta, en=Micro-mobility, Shared mobility, Shared e-scooter, Lisbon; Cluster analysis, Discrete choice modelling}

Outubro 27, 2020, 9:30

Orientação

ORIENTADOR

Filipe Manuel Mercier Vilaça e Moura

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado