Dissertação

{pt_PT=Ambiente e Comunidade: O caso do Orçamento Participativo de Cascais} {} EVALUATED

{pt=O Orçamento Participativo é um processo através do qual a comunidade pode participar nos processos de decisão e que está em grande expansão. Deste 1972, com a conferencia de Estocolmo que tem vindo a crescer consciência ambiental a nível global por parte das instituições e dos responsáveis políticos. Desta forma, esta dissertação tem como principal objetivo contribuir para uma melhor compreensão das relações e perceções das pessoas com as questões ambientais, a um nível municipal, utilizando o Orçamento Participativo como ferramenta de análise. Nesse sentido, procedeu-se ao estudo do processo participativo durante o período de 2011 a 2016, na Câmara Municipal de Cascais, através da aplicação de uma metodologia que envolveu, numa primeira etapa, a seleção dos projetos propostos na área do ambiente, enquadrando-os em duas visões: minimalista e alargada. As etapas seguintes envolveram a sua análise por ano, de acordo com a frequência, o montante, o montante médio, o número de votos e a freguesia. Concluiu-se que, dos projetos propostos na área de ambiente houve uma incidência nos que estavam associados aos espaços verdes para a prática de desporto e lazer, destacando-se a elevada preocupação dos cidadãos pelos temas do ambiente, nos anos de 2011 e 2012. O Orçamento Participativo de Cascais tem vindo a ter cada vez maior adesão das pessoas, o que se verifica tanto pelo aumento do número de projetos submetidos, como pelo montante e número de votos, concluindo-se que esta é uma boa ferramenta de cidadania ativa. , en=Participatory Budgeting is a process through which the community can participate in decision-making processes and is in great expansion. Ever since 1972, with the Stockholm conference, there has been a growing global environmental awareness both from institutions and policy makers. In this way, this dissertation aims to contribute to a better understanding of the relations and perceptions of people with environmental issues, at a municipal level, using the Participatory Budget as a tool for analysis. The participatory process was studied from 2011 to 2016, in the City of Cascais, through the application of a methodology that involved, in a first stage, the selection of the proposed projects in the environment area. In two visions: minimalist and broad. The following stages involved their analysis per year, according to frequency, amount, average amount, number of votes and the parish.. It was concluded that of the proposed projects in the environment area there was an incidence in those that were associated with the green spaces for the practice of sports and leisure, highlighting the high concern of the citizens for the themes of the environment, in the years of 2011 and 2012. The Participation Budget of Cascais has been increasing in number of people, which is verified both by the increase in the number of projects submitted and by the budget amount and number of votes, concluding that this is a good tool for active citizenship. }
{pt=Ambiente, Comunidade, Orçamento Participativo, Cascais, en=Environment, Community, Participatory Budgeting, Cascais}

Julho 4, 2017, 16:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Jorge Manuel Gonçalves

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar