Dissertação

{pt_PT=O papel da arquitetura em processos de transição. Arquitecturas humanitárias} {} EVALUATED

{pt=As catástrofes naturais e as situações de conflitos são causas principais para a perda de habitação na atualidade. O aumento dos fluxos migratórios de imigrantes e refugiados requerem respostas arquitetónicas adequadas. Uma parte significativa dos estudos sobre esta temática foca-se essencialmente no processo construtivo do módulo ou abrigo, estando ainda por estudar a continuação do processo de “re-transição” dos deslocados para a nova habitação “permanente”. O principal objetivo desta investigação é, através da análise de casos de estudo, documentar as soluções e estratégias utilizadas para a construção dos abrigos temporários e de transição, aferindo o seu desempenho a partir do ponto de vista dos seus utilizadores. Para o estudo sobre estratégias de projeto em arquitetura humanitária de transição de habitação, foram estudados dez edifícios disseminados por quatro países europeus, que albergam essencialmente imigrantes e refugiados em trânsito. A arquitetura deve atenuar a ideia opressiva do poder regulador e deve procurar dar um sentido de hospitalidade e de acolhimento aos edifícios, mesmo que não tenham sido concebidos com esse objetivo., en=Natural disasters and conflict situations are main causes for the loss of habitation nowadays. Increased migratory flows of immigrants and refugees require adequate architectural responses. A significant part of the studies on this subject are mainly focused on the constructive process of the module or shelter, leaving to investigate the continuation of the process of "re-transition" of the displaced to the new "permanent" house. The main goal of this research is, through case study analysis, to document the solutions and strategies used for the construction of temporary and transitional shelters, assessing its performance from the point of view of the users. For the investigation on design strategies in humanitarian architecture of transition of housing, of four European countries, ten buildings that shelter essentially immigrants and refugees in transit were studied. Architecture should mitigate the oppressive idea of regulatory power and should seek to provide a sense of hospitality and welcome to buildings, even if they were not designed for that purpose.}
{pt=Arquitetura de Emergência, Habitação Temporária, Refugiados, Centros de Acolhimento, en=Emergency Architecture, Temporary Housing, Refugees, Asylum Centres}

Junho 27, 2018, 9:30

Orientação

ORIENTADOR

Patrícia Isabel Mendes Lourenço

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Prof Auxiliar Convidado