Dissertação

{pt_PT=Da Torre de Belém à Foz do Jamor. Centro Cultural de Algés "TectonicART epicenter"} {} EVALUATED

{pt=RESUMO A zona ribeirinha entre a Torre de Belém e a Foz do Jamor, apesar de todo o seu potencial económico, natural e social, encontra-se subaproveitada. Todo esse território e a zona de Algés em particular, é administrada entre três entidades, nomeadamente a Câmara Municipal de Lisboa, a Câmara Municipal de Oeiras e a Administração do Porto de Lisboa, sem qualquer estratégia conjunta de intervenção e reabilitação urbana. O território jaz assim estéril de iniciativas, o que possibilita desenvolver uma solução integrada de dinamização urbana que passa inicialmente por uma organização do território atendendo a todas as questões que a escala urbana e o território em particular exigem. A margem sul, a relação e contacto com o rio, a mobilidade urbana e a criação de novos espaços de permanência e equipamentos são incógnitas que devem constar na equação de requalificação e ordenamento do território que em conjunto, promovam um crescimento económico sustentado. Foi com base nesses pressupostos que foi desenvolvida uma estratégia de reabilitação urbana para a zona ribeirinha enquanto cidade acolhedora de pessoas e dinamizadora de actividades e investimento. A uma escala mais pormenorizada, foi realizado o projecto para um dos equipamentos propostos na frente ribeirinha, o centro cultural de Algés designado por “tectonicART epicenter”. , en=ABSTRACT The waterfront between the Tower of Belém and the inflow of the Jamor river, despite all their economic, natural and social potential value, remains ignored. All that territory, Algés City in particular, is administered between three entities, which are the Municipality of Lisbon, the Municipality of Oeiras and the Administration of the Port of Lisbon, without any common strategy for the intervention of the territory and urban regeneration. The territory lies without any potential initiative that could give regenerative momentum, which allows to to develop an integrated urban solution that initiates by a territorial analysis, atending all the issues that the urban scale and this territory in particular, demand. The south bank, the relationship and contact with the river, urban mobility and the creation of new permanent spaces and equipment are unknowns to be included in the renewal equation and planning to jointly promote sustained economic growth. It was based on these assumptions that was developed an urban regeneration strategy for the riverside area that could welcome the people and invigorate a cultural agenda and financial investments. On a detailed scale, was developed in detail, the architectural plan for one of the proposed equipment on the riverfront, the cultural center of Algés also known as “tectonicART epicenter”. }
{pt=arquitectura, cultural, centro, algés, muralha, tectónica, en=architecture, cultural, center, algés, wall, tectonic}

Julho 12, 2018, 9:0

Orientação

ORIENTADOR

António Manuel Barreiros Ferreira

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Catedrático Convidado