Dissertação

{pt_PT= Determinação dos parâmetros de deformabilidade dinâmicos no enchimento com pasta} {} EVALUATED

{pt=No presente documento são estudados os módulos de Young dinâmicos no pastefill, em laboratório e in situ, através da determinação da velocidade de ondas sísmicas, com o intuito de compreender o efeito de escala nesses parâmetros mecânicos. Em campo utilizou-se um sismógrafo e dois geofones para aquisição de dados sísmicos em 6 bancadas com distintos tempos de cura e em 3 patamares de profundidade, com igual percentagem de cimento (5.5%). No laboratório foram ensaiadas as velocidades sísmicas em provetes (5.5% cimento), com sensores piezoelétricos, e foram ainda obtidos os dos módulos de deformabilidade estáticos. Em laboratório foi possível conceber uma relação entre os dois módulos de deformabilidade (estático e dinâmico) com R2=0.6546. Em campo as velocidade de ondas P: aumentam com o tempo de cura; ocorre na generalidade uma subida com um aumento da profundidade; decrescem com o aumento do espaçamento entre geofones. Através da regressão linear múltipla com R2=0.8597 ficou evidente que o tempo de cura é a variável com maior influência no comportamento das velocidades de ondas P. Este comportamento repete-se para os módulos de deformabilidade dinâmicos in situ. É evidente a relação entre a diminuição da escala de estudo com um aumento dos valores do módulo de deformabilidade dinâmico, quando se comparam as duas escalas (laboratório e in situ), ocorrendo uma quebra de 33.43%, 39.30% e 63% para 1m, 12.5m e 23m, respetivamente. Para concluir, é notória a influência da mudança de escala nos valores do módulo de Young dinâmico. , en=Herein the dynamical Young modulus of pastefill are studied, in laboratory and in situ, through the determination of seismic waves, in order to understand the scale effect in these mechanical parameters. In the field, a seismograph and two geophones were used to acquire seismic data in 6 benches with distinct curing time and for three depth levels, with equal cement percentage (5.5%). In the laboratory the seismic waves were assayed in samples (5.5% of cement), with piezoelectric sensors, and the static Young modulus were also obtained. In the laboratory it was created a relation between the two deformability modulus (static and dynamical) with R2=0.6546. In the field the P wave velocities: increase with the increasing of the curing time; in the generality, there is an increase with the increasing of depth; a decrease with an increasing for the spacing between geophones. Using a multiple linear regression with R2=0.8597 it is evident that the curing time is the variable with highest influence regarding the behavior of the P waves velocities. This behavior repeats for the dynamical Young modulus in situ. It is evident a relation between the decreasing of the scale of the study and the increasing of the dynamical Young modulus values, through a comparison between the two scales (laboratory and in situ), with a decrease of 33.43%, 39.30% e 63% for 1m, 12.5m e 23m, respectively. To conclude it is notorious the influence of changing the scale of study in the dynamical Young modulus values. }
{pt=Módulo de Young, efeito de escala, pastefill, ensaio não destrutivo, ondas P, en=Young modulus, scale effect, pastefill, non destructive testing, P-wave}

Novembro 30, 2018, 14:30

Orientação

ORIENTADOR

Maria Matilde Mourão de Oliveira Carvalho Horta Costa e Silva

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Auxiliar