Disciplina

Área

Área Científica de Sistemas Urbanos e Regionais > Planeamento Regional e Urbano

Activa nos planos curriculares

MUOT 2009 > MUOT 2009 > 2º Ciclo > Ordenamento do Território e da Paisagem

MEC 2006 > MEC 2006 > 2º Ciclo > Áreas de Especialização > Urbanismo, Transportes e Sistemas > Opções - Urbanismo, Transportes e Sistemas > Opções - Uts - 2º Semestre > Ordenamento do Território e da Paisagem

Nível

A avaliação de conhecimentos é realizada com base nos seguintes elementos: Avaliação contínua e final do Trabalho Prático ( em grupos pequenos) - 50% da Nota Final; Avaliação Exame Escrito (EE) - 50% da Nota Final

Tipo

Não Estruturante

Regime

Semestral

Carga Horária

1º Semestre

2.0 h/semana

1.5 h/semana

77.0 h/semestre

Objectivos

Adquirir entendimento das potencialidades de aproveitamento das características biofísicas no contexto no ordenamento do território enquanto oportunidade para o desenvolvimento a várias escalas de intervenção. Apreender metodologias e técnicas de ordenamento biofísico através da sua aplicação prática. Conhecer os instrumentos legais disponíveis para promover a integração da dimensão biofísica no ordenamento do território. Reconhecer a especificidade de cada local e sua relação com as procuras sociais gerando respostas criativas que compatibilizem e potenciem a qualidade de vida da população.

Programa

Paradigmas ambientais - documentos marcantes à escala mundial, europeia e nacional. O papel do planeamento biofísico nos instrumentos de ordenamento território de acordo com a escala e a tipologia. Componentes do sistema biofísico. Planeamento biofísico-teoria, metodologias e técnicas. Definição de capacidades de carga e aptidões. Identificação de impactos. A continuidade do sistema biofísico e conectividade das estruturas ecológicas. REN e RAN - objectivos, delimitação, fragilidades, potencialidades e usos compatíveis. Ordenamento do espaço rural - operacionalização do conceito de desenvolvimento rural mediante utilização dos instrumentos e medidas de política em vigor. Integração de aspectos ambientais no planeamento urbano. Integração do ciclo hidrológico - áreas de risco de cheias, permeabilidade e retenção. Infra-estrutura verdes - objectivos e funções para a qualidade de vida urbana. Operacionalização do conceito em sede de IGT.

Metodologia de avaliação

A avaliação de conhecimentos é realizada com base nos seguintes elementos: Avaliação contínua e final do Trabalho Prático ( em grupos pequenos) - 50% da Nota Final; Avaliação Exame Escrito (EE) - 50% da Nota Final

Pré-requisitos

Componente Laboratorial

Princípios Éticos

Componente de Programação e Computação

Componente de Competências Transversais

Bibliografia

Principal

Landscape Planning. Environmental Applications.

MARSH, W.M.

1991

John Wiley & Sons, Inc., New York


Guia para la elaboracion de estudios del medio fisico

Vários

1992

Ministerio de Obras Publicas y Transportes


Ecological Planning. A Historical and Comparative Synthesis

NDUBISI, F.,

2002

John Hopkins University Press, Baltimore