Dissertação

Mobilidade, localização residencial e desempenho ambiental EVALUATED

A forma como as pessoas se deslocam está inequivocamente vinculada às redes e sistemas de transportes existentes. Contudo as deslocações não são apenas ditadas pela oferta de transportes, sendo que estas são também condicionadas pelas características socioeconómicas e das características especificas do local onde as pessoas se encontram. Sendo que em 2016 a Agência Europeia de Ambiente, indicou que 28% do total das emissões (GEE) foram originadas pelo sector dos transportes, depreende-se que estas características têm também impacto no desempenho ambiental da sociedade. A presente dissertação pretende observar as diferentes variáveis socioeconómicas e de usos de solo, averiguando a sua relação com os padrões de mobilidade e principalmente com o desempenho ambiental proveniente. A observação é efetuada através de uma amostra extraída da Área Metropolitana de Lisboa, proveniente do Inquérito à Mobilidade realizado pelo Instituto Nacional de Estatística em 2017. Inicialmente são feitas as caracterizações da área de estudo, amostra (ao nível das variáveis consideradas), padrões de mobilidade e desempenho ambiental. Uma vez realizadas estas caracterizações, são observadas as relações das variáveis com os padrões de mobilidade e a um nível vais detalhado com o desempenho ambiental. Como ferramenta para a compreensão das relações é utilizado um modelo de regressão linear, sendo os coeficientes obtidos determinantes para a compreensão das influências entre as diversas variáveis e o desempenho ambiental.
Desempenho Ambiental, Padrões de Mobilidade, Usos de Solo, Características Socioeconómicas

Novembro 18, 2019, 15:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

ORIENTADOR

João António De Abreu e Silva

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado