Dissertação

OpenSSL acceleration using Graphics Processing Units EVALUATED

Criptografia: O estudo de técnicas de segurança. Tipicamente, uma implementação criptográfica é computacionalmente pesada, o que leva a problemas de performance. Seria útil implementar a possibilidade de fazer o offloading de operações criptográficas para uma placa gráfica (GPU - Graphics Processing Unit) numa biblioteca comum, espalhada e de código livre como o OpenSSL de forma a poder libertar o uso do CPU para aplicações. Apesar das placas gráficas terem sido desenhadas com o intuito de processar gráficos, recentemente têm ganho uso para computação geral, devido ao seu poder paralelo. Assim sendo, duas bibliotecas desenhadas com o intuito de aproveitar o GPU para computação geral foram desenvolvidas: o CUDA da NVIDIA e o OpenCL do Khronos Group. Nesta tese, apresentamos aceleração de alta performance de certos algoritmos do OpenSSL utilizando ambos --- especificamente, os algoritmos AES e o RSA. Os nossos testes demonstram que a decifra do AES pode ser até quarenta vezes mais rápida do que uma implementação normal num CPU, e que chaves RSA podem ser geradas até dez vezes mais rápidas do que num CPU. Também estudamos as possibilidades da cifra CBC e RSA, e chegamos à conclusão de que estes algoritmos não devem ser corridos no GPU através do OpenSSL.
OpenSSL, GPU, OpenCL, CUDA, AES, RSA

Novembro 11, 2013, 9:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Ricardo Jorge Fernandes Chaves

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Auxiliar