Dissertação

Tolerância a Falhas Bizantinas em Protocolos de Replicação Epidémicos EVALUATED

Os protocolos epidémicos de quóruns são protocolos descentralizados de replicação de dados que, mesmo perante a existência de partições de rede, garantem consistência forte dos dados e disponibilidade dos serviços do sistema. Estas características tornam este tipo de protocolos numa excelente ferramenta para replicação de dados em sistemas que funcionam em redes móveis e fracamente ligadas. No entanto, este tipo de protocolos não tolera falhas bizantinas, apesar dos estudos que mostram que falhas bizantinas são comuns e perigosas para os sistemas replicados. Nesta tese de mestrado propõe-se um protocolo de replicação inovador, chamado de eBFT, que é tanto quanto sabemos o primeiro protocolo epidémico de quóruns a tolerar falhas bizantinas. O protocolo eBFT é analisado num simulador e quantifica-se o custo adicional de adicionar tolerância a falhas bizantinas a protocolos epidémicos de quóruns em eBFT. O eBFT necessita de trocar cerca de o dobro das mensagens para executar um pedido de um cliente comparativamente a um protocolo epidémico de quóruns sem tolerância a falhas bizantinas.
Replicação, Quórum, Bizantinas

Maio 31, 2012, 16:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

João Pedro Faria Mendonça Barreto

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Auxiliar