Dissertação

A Domain Specific Language for Digital Libraries' Interoperability EVALUATED

Os seres humanos a fim de criar, partilhar e melhorar o seu conhecimento sobre processos de negócio, precisam de uma notação comum, legível e de preferência visual. Para além disso, e visto que a Internet é cada vez mais uma plataforma para partilha global de aplicações, os requisitos para aplicações Web relacionadas com Workflow, interação, estética e integração de serviços Web estão a aumentar progressivamente. Neste trabalho, propomos criar uma Linguagem de Domínio Específico, implementada como uma extensão da linguagem padrão BPMN2.0, mas especificamente para o domínio da interoperabilidade de bibliotecas digitais, e usá-la para definir e executar processos de recolha de dados. Para apoiá-la, desenhámos uma arquitetura e implementamos um caso real de um ambiente computacional com base em ferramentas como o jBPM e GWT. Esta abordagem permitiu-nos criar uma solução Web mais natural e flexível, não apenas para criar e gerir processos específicos do domínio, mas também para monitorizar cada execução do processo, permitindo aos gestores de processos perceber o histórico do processo, o seu estado atual e possível futura execução. Na nossa opinião, a criação de linguagens específicas para cada domínio, e colocando o interesse da actividade no seu contexto visualizado, faz com que o conhecimento do utilizador seja mais abrangente.
Orquestração de Processos; BPMN 2.0; Especialização; Infra-estruturas de Workflow; Linguagem específica de domínio;

Novembro 9, 2011, 16:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

José Luís Brinquete Borbinha

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Auxiliar