Dissertação

Orient: Introducing Social Exclusion in Agents Group Dynamics EVALUATED

Hoje em dia, o fenómeno social da exclusão é um dos maiores problemas sociais. Se fosse possível criar um modelo que simulasse exclusão social para ser usado em jogos educacionais e pedagógicos, este poderia contribuir para mostrar às pessoas o fenómeno e despertar a sua consciência. A ideia consiste em por os utilizadores a jogar no papel de uma pessoa excluída de modo a que possam ter contacto com esta realidade, tentando integrar-se em grupos sociais. A criação de um modelo com estas características requer a análise de teorias de ciências de psicologias sociais e humanas, de forma a compreender o fenómeno. Consequentemente, iremos apresentar uma visão geral sobre características humanas, tais como a personalidade, atracção interpessoal, aceitação e exclusão, identidade e interacções de grupo, e sua aplicação a personagens sintéticos. Adicionalmente, é também apresentada uma análise de sistemas que aproximam ou exploram em alguma maneira as características acima referidas e uma breve discussão sobre os seus pontos fortes e fracos. Este trabalho permitiu a criação de um modelo de agentes autónomos credíveis com comportamento social, simulação de dinâmicas de grupo e exclusão social. O modelo foi aplicado no desenvolvimento de alguns cenários de demonstração no jogo Orient, em que os utilizadores encarnaram o papel de uma pessoa excluída.
Personagens Sintéticas, Dinâmicas De Grupos, Exclusão Social, Agentes Autónomos, Atracção Interpessoal, Diferenças Culturais

Novembro 11, 2008, 13:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

CO-ORIENTADOR

Ana Maria Severino de Almeida e Paiva

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Associado

ORIENTADOR

Rui Filipe Fernandes Prada

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Auxiliar