Dissertação

The role of emotional traits in the evolutionary dynamics of Multiplayer Ultimatum Game EVALUATED

Desde o início dos tempos, a cooperação entre indivíduos é uma evidência e um pré-requisito para o bem estar de uma população, a fim de esta sobreviver e evoluir. No entanto, cooperar significa muitas vezes gastar recursos para analisar outros. Assim, justifica o surgimento e manutenção da cooperação continua a ser um enorme esforço interdisciplinar. Muitos estudos têm sido realizados com a finalidade de explicar o surgimento da cooperação entre pares de indivíduos, inseridos em populações. Neste contexto, no entanto, o papel evolutivo de estados mocionais do indivíduo permanece indefinida. Vergonha e honra parecem ter grande influência em alavancar a cooperação entre os indivíduos. Para entender melhor essa influência foi desenvolvido um jogo que combina emoções e negociação em grupo (Multiplayer Ultimatum Game with Emotions). Concluiu-se que o sentimento de vergonha é mais eficaz, do que a honra, na promoção da justiça. No entanto, no caso de grupos que rejeitam sistematicamente ofertas, os chamados jogos sem sucesso, o impacto da vergonha ou honra é inexistente. O desempenho do benefício de honra aumenta se for mais exigente ter uma proposta aceite.
Justiça, Teoria dos Jogos Evolucionária, Jogo do Ultimato Multijogador, Cooperação, Emoções

Novembro 10, 2015, 10:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Francisco João Duarte Cordeiro Correia dos Santos

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Associado

ORIENTADOR

Ana Maria Severino de Almeida e Paiva

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Catedratico