Dissertação

Virtual agents with human-like behaviours under uncertainty EVALUATED

A criação de agentes virtuais capazes de exibir comportamentos semelhantes ao dos seres humanos é cada vez mais importante. Por exemplo, simulações multi-agente são usadas para validar modelos sociais e económicos, e ambientes virtuais de treino permitem ao utilizador desenvolver competências próprias. Nestes sistemas, os agentes não devem agir de forma perfeita; pelo contrário, devem cometer erros de julgamento. A incerteza é uma característica inescapável do nosso mundo. Consequentemente, qualquer agente com o objectivo de simular o ser humano deve considerá-la - não como um problema, mas como um mediador fundamental das acções, raciocínio e emoções humanas. Esta dissertação explora, portanto, a questão de como atribuir a agentes virtuais comportamentos tipicamente humanos motivados por incerteza. Nesta dissertação propomos um modelo baseado na arquitectura BDI capaz de capturar os efeitos de risco e ambiguidade no processo deliberativo do agente. Erros de decisão são representados pela Prospect Theory, um modelo descritivo de decisão amplamente validado. Ao nível emocional, o estado de ansiedade potencia ainda mais estes erros. Um mecanismo de recolha de informação é igualmente proposto. As variações a nível individual são controláveis através da definição de três parâmetros, que mediam, de forma fundamentada, as atitudes do agente face a incerteza. O resultado destas atitudes são demonstrados num caso de estudo, que também permite realçar a generalidade e amplitude do modelo.
Agentes virtuais, Incerteza, Risco, Ambiguidade, Ansiedade, Prospect Theory

Outubro 31, 2012, 10:30

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

CO-ORIENTADOR

Rui Filipe Fernandes Prada

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

Ana Maria Severino de Almeida e Paiva

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Associado