Dissertação

Identity Managment with Blockchain EVALUATED

No mundo digital em que hoje vivemos, cada vez é menos prático os cidadãos guardarem tantas informações pessoais sob a forma de um documento físico, seja ele cartão de cidadão, carta de condução, cartão de saúde, entre outros. Como diferentes informações pessoais provêm de fontes diferentes, não é viável que o controlo da digitalização destas informações seja por uma entidade centralizada. Com o aparecimento da tecnologia blockchain, pela primeira vez, é possível criar um eco-sistema descentralizado onde estas várias entidades podem, não só emitir os seus tradicionais cartões físicos, como também emiti-los numa forma digital e com a mesma credibilidade, criando assim, pela primeira vez a desmaterialização dos cartões que hoje servem como forma de identificação. No entanto, as atuais soluções que providenciam uma identidade digital baseiam-se em blockchains públicas. Visto que as empresas preferem minimizar os seus riscos e evitar o desconhecido, uma blockchain privada faz mais sentido para casos de uso mais importantes, sendo um deles a abertura de contas bancárias. Assim sendo, existe assim uma lacuna entre as necessidades impostas pelas empresas, neste caso as instituições bancárias, e os serviços existentes. Desta forma, esta tese propõe o PDID, um serviço que providencia uma identidade digital com base numa blockchain privada. É também feita uma demonstração na indústria bancária para exemplificar como este tipo de serviços pode facilitar e acelerar a abertura de uma conta bancária, facilitando o processo de KYC.
Disrupcão Digital, Identidade Digital, Blockchain, Indústria Bancária, KYC

Julho 10, 2019, 9:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

ORIENTADOR

Miguel Leitão Bignolas Mira da Silva

Departamento de Engenharia Informática (DEI)

Professor Associado

ORIENTADOR

Paulo Figueiredo

Administrador do banco BIG

Especialista