Plano Curricular

MEGM 2006 desde 2006

O Mestrado em Engenharia Geológica e de Minas está organizado em quatro semestres enquadrados no sistema de créditos ECTS. Para concluir o ciclo, o aluno deve obter 120 créditos, uniformemente repartidos pelos semestres, dos quais 30 dizem respeito à dissertação.

A organização do curso pressupõe que o aluno possui uma licenciatura na área da Engenharia Geológica e de Minas, com uma forte componente de Ciências Básicas e de Engenharia. Mediante programas de transição apropriados, poderão ainda frequentar o mestrado os licenciados em áreas afins, quer de Engenharia quer de áreas científicas como Geologia.

A estrutura curricular foi planeada em torno de um conjunto de unidades curriculares de Ciências de Engenharia e da Especialidade fixas que estabelecem o núcleo duro da Engenharia Geológica e de Minas complementadas por um conjunto flexível de disciplinas opcionais que dão origem a perfis de especialização (minors) cujo objectivo é diversificar as áreas de actuação dos futuros mestres, nomeadamente nos recursos energéticos, nos recursos hídricos subterrâneos, na intervenção e apoio às grandes obras de engenharia, e no processamento de matérias-primas e resíduos sólidos. É ainda possível a selecção, em cada um dos três primeiros semestres de uma disciplina pertencente à estrutura curricular de outro mestrado do IST, sujeita à aprovação prévia da coordenação do mestrado.

A disciplina Segurança, Saúde e Ambiente concentra uma parte importante da formação em soft skills, tipo de competência que também é fornecida na unidade curricular dedicada à dissertação / projecto de Engenharia Geológica e Mineira. Na estrutura curricular do Mestrado estão reservados explicitamente, nas duas unidades curriculares referidas, sete créditos ECTS para formação em competências transversais.


A informação contida nesta página é da responsabilidade da equipa de coordenação do curso.