Dissertação

Rendibilidade e prémios de risco na bolsa de Lisboa EVALUATED

O mercado financeiro foi profundamente abalado pela crise financeira que eclodiu em 2008 nos EUA com o colapso do mercado habitacional. A queda de várias instituições financeiras, inclusivamente do banco de investimentos Lehman Brothers veio abalar ainda mais os mercados financeiros, deteriorando a confiança dos investidores no mercado. Rapidamente a crise se repercutiu globalmente afetando o mercado português. Na economia financeira a rendibilidade do mercado acionista deve ser superior ao retorno obtido em investimentos livres de risco como as obrigações e bilhetes de tesouro, dado ao risco inerente ao investimento nesse mercado. No entanto a instabilidade decorrente da crise financeira afetou fortemente a rendibilidade do mercado rompendo com o paradigma do conceito de prémio de risco. A presente dissertação irá avaliar os efeitos da crise financeira e económica em Portugal sobre a rendibilidade do mercado acionista, sobre o prémio de risco de mercado e de títulos acionistas, sobre o nível de risco (beta) dos principais ativos do PSI 20 e ainda demonstrar de que forma divergiram as taxas de juro da dívida pública portuguesa da dívida pública alemã. Focando em dois subperíodos muito específicos - “pré crise” (2004-2007) e “pós crise” (2008-2014) pretende-se quantificar esses impactos. Por outro lado através de uma análise profunda aos diversos setores e empresas cotadas em bolsa é possível identificar quais os mais afetados. Este estudo aborda a temática dos prémios de risco obtidos em valores reais.
Crise Financeira, Período pré crise, Período pós crise, Rendibilidade, Prémio de Risco, Dívida Soberana

Junho 21, 2016, 11:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

João Agostinho De Oliveira Soares

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Professor Associado