Dissertação

Processo de recuperação e revenda de artigos - O caso da IKEA EVALUATED

A IKEA tem vindo a assumir-se como uma das principais empresas de retalho mobiliário. A multinacional sueca não pára de crescer e de ano para ano é cada vez maior o número de lojas presentes nos mais variados países. Consequentemente, o volume de receitas não parou de crescer, mesmo em momentos críticos, como na crise financeira de 2008. São diversas as razões que estão na origem deste sucesso a nível global, sendo que uma delas constitui o foco do caso de estudo abordado na presente dissertação de mestrado – o processo de Recovery. A obtenção de receitas através deste processo e a minimização de custos associados a artigos que não se encontram em condições de ser vendidos (segundo a terminologia da IKEA denominados como transtipos) levou a que a IKEA se demarcasse da concorrência. Cada loja apresenta uma secção destinada a este processo, onde cada artigo devolvido, interna ou externamente, pode ser reembalado e enviado de novo para stock ou recuperado e vendido a um preço mais acessível na secção das oportunidades (As-Is). Com vista a otimizar os processos na área de Recovery e a melhorar a capacidade de tomada de decisão por parte dos colaboradores, desenvolveu-se uma ferramenta de apoio à decisão que visa dar auxílio na priorização de duas das principais operações realizadas nesta área: a reparação e o reembalamento. Após implementação da mesma, torna-se possível saber que artigos, consoante os diferentes critérios de escolha a ter em conta, devem ter prioridade.
Recovery, Recovery Index, Logística Inversa, Reparação, Reembalamento

Outubro 31, 2017, 11:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Susana Isabel Carvalho Relvas

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Professor Associado