Dissertação

Reflexão sobre o Desempenho do Setor Portuário Marítimo no Brasil EVALUATED

O Brasil apresenta 8500 km de costa navegável, bem como 80 portos, quer de cariz público quer de cariz privado. Tanto em publicações periódicas de temática económica, como em publicações de logística e páginas de internet, deparamo-nos com diversas críticas à eficiência e funcionalidade dos portos públicos brasileiros. Serão, porém, essas críticas procedentes? Em caso afirmativo, é possível determinar as principais causas? E estas, sendo determinadas, será possível estabelecer medidas suscetíveis de minimizar ou eliminar os problemas? O presente trabalho visa justamente estabelecer o estado da arte dos portos públicos brasileiros e, comprovando-se a existência de problemas, determinar as suas causas e, em particular, determinar se na raiz dessas causas se encontram – como é comum em outros Países, nomeadamente em Portugal - problemas relacionados com os modelos de governação da atividade portuária, bem como aos formatos dos acordos de privatização e concessão de atividades portuárias. Naturalmente, a avaliação será fundamentada e a única fundamentação credível passará necessariamente pela comparação da funcionalidade e valências dos portos brasileiros relativamente a outros portos tidos como modelo ou referência. E essa comparação terá, obviamente, que ser feita via comparação de indicadores de desempenho, necessariamente pertinentes e significativos, preliminarmente estabelecidos.
Brasil, Portos, Eficiência, Indicadores de Desempenho.

Novembro 27, 2013, 13:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Rui Domingos Ribeiro da Cunha Marques

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Professor Associado