Dissertação

Medidas para Melhorar a Logística Interna em Unidades Industriais Aplicação ao caso da Iberol EVALUATED

O elevado nível de competitividade dos mercados faz com que a capacidade de adaptação da empresa às exigências dos clientes seja um fator determinante na criação de valor. Neste sentido, a eficiência das operações praticadas é uma área que permite alcançar melhorias significativas, ao nível do desempenho e redução dos custos. É neste contexto que surge o problema em estudo proposto pela Iberol, que tem como objetivo fundamental, a melhoria dos processos logísticos praticados nas suas instalações. Estes processos assumem um papel preponderante nas capacidades de receção e expedição dos produtos, contudo verificam-se algumas lacunas relativas à sua performance. O presente trabalho tem início na caracterização do sistema real, sendo abordadas as instalações e os seus produtos, nomeadamente os procedimentos de armazenagem, receção e expedição. Ao nível das áreas de atuação, a organização dos veículos nas instalações foi um dos focos principais, bem como a quantificação de matérias-primas à entrada do processo fabril, de farinhas e de óleo durante o carregamento. A alocação dos produtos aos locais de armazenagem também constitui outra das temáticas abordadas. Quanto às infraestruturas, são propostas medidas de melhoria que estão relacionadas com questões de desempenho e segurança das operações. Neste seguimento, procedeu-se à avaliação do estado atual e de propostas alternativas de melhoria contínua ou com recurso à inovação, devidamente fundamentadas com um payback inferior a um ano. A ausência de planeamento de expedição de farinhas foi identificada como uma das principais causas de dificuldades nas instalações.
melhoria dos processos, logística interna, manuseamento de produtos a granel, sistemas de cargas e descargas

Novembro 27, 2012, 14:30

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

CO-ORIENTADOR

Renato Henriques de Carvalho

IBEROL

Doutorado

ORIENTADOR

Henrique Aníbal Santos de Matos

Departamento de Engenharia Química (DEQ)

Professor Auxiliar