Dissertação

Personnel Practices across Medium Size Portuguese Firms EVALUATED

Variações nas práticas de pessoal são frequentemente associadas à existência de um Mercado Interno de Trabalho (MIT) nas empresas. Nesta dissertação temos por objectivo investigar o impacto da existência de um Departamento de Recursos Humanos (DRH) na definição das políticas de pessoal. Esta análise, sustentada numa base de dados que relaciona dados empregado-empregador de empresas portuguesas, permite-nos caracterizar as práticas de pessoal e os diferentes níveis de MIT das diversas empresas. A estatística descritiva demonstra que o número de empresas com DRH tem vindo a aumentar e que as mesmas tendem a direccionar-se para sectores de Alta-Tecnologia e Conhecimento-Intensivo. As empresas com DRH, comparadas às sem DRH, têm, em média, salários superiores, maiores diferenças salariais entre os diversos níveis de hierarquia, empregados com níveis de educação superiores e maior proporção de trabalhadores em níveis hierárquicos de topo. A probabilidade de possuir DRH aumenta à medida da pertença a um sector de tecnologia superior, posse de elevado nível de capital social, ter participação estrangeira no seu capital e ser sediada em Lisboa. Para caracterizar as estruturas de salários nas empresas, com ou sem DRH, usamos uma equação de salário. O resultado demonstra que, nas empresas com DRH, as variáveis mais relevantes relacionam-se com características dos trabalhadores, ao invés do das empresas sem DRH, em que predominam as características da empresa. Encontramos evidências de impacto positivo, existência de um DRH, nos salários. Portanto, este estudo contribui para um conhecimento da dispersão das práticas de pessoal nas empresas.
Mercado Trabalho Interno, Gestão Recursos Humanos, Relação de Trabalho, Práticas de Pessoal

Novembro 24, 2011, 14:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

ORIENTADOR

Francisco Miguel Garcia Gonçalves de Lima

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Professor Auxiliar