Dissertação

Análise do desempenho das 1000 maiores empresas não financeiras de Portugal e Espanha em 2002-2006 EVALUATED

A informação contabilística detalhada e harmonizada obtida da base de dados Sabi foi tida como referência para elaborar uma análise comparativa das 1.000 maiores empresas não financeiras de Portugal e Espanha para o quinquénio 2002 a 2006, em termos globais e sectoriais, no que toca à sua dimensão, rentabilidade, eficiência, solvabilidade, liquidez, graus de concentração sectorial, investimento, fundo de maneio, sectores predominantes em cada país, e outros indicadores relevantes. Foram calculados 21 rácios financeiros para cada um dos 10 rankings obtidos (2 países x 5 anos) e analisados global e sectorialmente, para um total de 20 indústrias. Entre outras conclusões, verifica-se em geral que a dimensão das empresas espanholas é 4 vezes superior à das portuguesas, que as empresas espanholas são mais rentáveis e eficientes do que as portuguesas, que as empresas portuguesas estão mais endividadas do que as espanholas, no entanto apresentam maiores níveis de liquidez, que as empresas espanholas investem mais do que as portuguesas, que as empresas portuguesas têm um nível de FM superior, e que a mão-de-obra é mais barata em Portugal.
rácios financeiros, ranking empresas, análise sectorial, estatísticas das empresas

Novembro 10, 2010, 11:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

CO-ORIENTADOR

Joaquim Amaro Graça Pires Faia e Pina Catalão Lopes

FCT - Universidade Nova de Lisboa

Professor Auxiliar

ORIENTADOR

João Agostinho De Oliveira Soares

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Professor Associado