Dissertação

Integração em Edifícios de um Sistema Fotovoltaico de Potência 3.68kWp : Microgeração Microgeração EVALUATED

Este estudo procura um ponto de vista pluridisciplinar, abordando temas estudados em diferentes disciplinas ao longo do curso de Engenharia e Gestão Industrial. O objecto do trabalho é estudar a viabilidade de um sistema fotovoltaico de microgeração à luz da legislação vigente para Portugal. Esse estudo tem como base dois equipamentos fotovoltaicos: um que consiste em células em silício cristalino e o outro em células em película fina. Adicionalmente a estas duas escolhas, combinar-se-á um equipamento móvel para adequação à maior radiação do sol (sistema de seguimento solar) para cada um dos dois equipamentos iniciais, o que perfaz um estudo de viabilidade económica subdividido em quatro variantes. O enquadramento Legal que assiste este trabalho baseia-se essencialmente no Regime Renováveis na Hora, e também nos regimes que assistem a microgeração de electricidade. À luz deste enquadramento irei escolher para potência do equipamento fotovoltaico em estudo um valor igual a 3,68 kWp. Este é o patamar máximo que é possível instalar ao abrigo da tarifa mais atractiva, que rondou os 0,65 Euros por kWh no ano inicial de aplicação referente a 2008 e que sofre decréscimo anual de 5 % do seu valor. Irá ser considerada também uma segunda perspectiva que depreende um cenário legal associado a uma viabilidade económica mais penalizante.
Fotovoltaica, Energia, Renovável, Sol, Microgeração eléctrica

Novembro 9, 2009, 15:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

CO-ORIENTADOR

Joaquim António Fraga Gonçalves Dente

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores (DEEC)

Professor Catedrático

ORIENTADOR

Francisco Miguel Garcia Gonçalves de Lima

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Professor Auxiliar