Dissertação

Modelo para um simulador de gestrão de unidades de cuidados intensivos - Uma aplicação de Dinâmica de Sistemas EVALUATED

Uma Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) de um grande hospital de Lisboa não tem capacidade de resposta face à procura experimentada. No cerne do problema está a incapacidade da responsável da UCI em satisfazer simultaneamente as necessidades dos pacientes e as exigências da Administração do hospital. Para a Administração, a fonte do problema está na política de altas da responsável da UCI, que desde há longos anos vem mantendo os pacientes internados mais tempo que o clinicamente necessário. Na perspectiva da responsável da UCI, este procedimento é absolutamente necessário para evitar a elevada taxa de pedidos de reinternamento do passado, observada quando os pacientes transitavam da UCI para as enfermarias gerais. Nesta tese propõe-se a construção de um simulador de ?voo? de gestão para unidades de cuidados intensivos, usando como metodologia base Dinâmica de Sistemas. Através do processo de modelação espera-se conseguir compreender como a estrutura do sistema dá origem ao comportamento problemático observado. Exploram-se algumas possíveis soluções, como seja a introdução de uma Unidade de Cuidados Intermédios. As conclusões principais são que a UCI se encontra mal dimensionada face à exigência das operações dentro do hospital, e que a introdução de uma Unidade de Cuidados Intermédios é a única solução que permite simultaneamente diminuir os conflitos e aumentar a motivação, permitindo também que uma diminuição no tempo médio de permanência não venha forçosamente acompanhada de um aumento na taxa de pedidos de reinternamento.
Dinâmica de sistemas, simulador de ?voo? de gestão, Simulação, Cuidados críticos.

Junho 9, 2009, 0:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

João Pedro Bettencourt de Melo Mendes

Departamento de Engenharia e Gestão (DEG)

Professor Auxiliar