Breve Introdução





A formação em Engenharia Física Tecnológica combina Física, Engenharia e Tecnologia de ponta numa formação única e coerente. Esta unidade na diversidade permite desenhar programas diferentes para estudantes diferentes, com trajectórias mais orientadas para a Ciência, Sociedade ou para as Empresas.
 
Para informações por favor contactar o Secretariado da LEFT/MEFT
Email: coordenacao@meft.tecnico.ulisboa.pt

Historias de Alumni

Linkedin

Facebook

Vídeo de apresentação do curso de EFT

Historial

O ensino da Engenharia Física no Instituto Superior Técnico teve início em 1984 com a criação da Licenciatura em Engenharia Física Tecnológica (LEFT), então com a duração de cinco anos (licenciatura pré-Bolonha). Com a reforma de Bolonha, a LEFT deu origem ao Mestrado Integrado em Engenharia Física Tecnológica (MEFT) que funcionou até ao ano letivo de 2020/2021. 

A partir de 2021/22, os dois ciclos de estudos do MEFT passam a funcionar como dois cursos, respetivamente licenciatura e mestrado em Engenharia Física Tecnológica, na conceção de Bolonha, a LEFT (3 anos) e o MEFT (2 anos).

Desde o seu início em 1984, a Engenharia Física Tecnológica no Técnico, tem sido um curso de referência em Portugal formando continuamente físicos e engenheiros com uma preparação sólida e versátil que tem permitido a estes profissionais abraçar uma multiplicidade de funções em áreas estratégicas da ciência, engenharia, serviços e desenvolvimento tecnológico. É possível hoje encontrar, por todo o mundo, alumni de engenharia física do IST numa multiplicidade de funções estratégicas, nomeadamente como quadros técnicos e de gestão em multinacionais, criadores de startups, investigadores e professores nos melhores institutos e universidades da Europa e dos Estados Unidos.

Objectivos

A formação em Engenharia Física Tecnológica (EFT) concretiza a visão de que o progresso económico, humano e social pode ser alcançado pela compreensão e manipulação da matéria. Não apenas à escala macroscópica e humana, como resultou das revoluções científica e industrial dos séculos XVII, XVIII e XIX, mas também, no século XXI, a escalas que vão desde a nanotecnologia às partes distantes e desconhecidas do Universo.

O principal objectivo da EFT é preparar cientistas e engenheiros altamente qualificados em Física, capazes de acompanhar o desenvolvimento e inovação científica e tecnológica. Desempenhando um papel activo num mundo em permanente mudança, os graduados em EFT estão preparados  identificar o desenvolvimento científico nas fronteiras do conhecimento e contribuir para a elaboração de tecnologias futuras.

O plano curricular de EFT está desenhado para dar uma formação completa ao aluno motivado poder fazer os 3 ciclos de estudo (licenciatura, mestrado e doutoramento), permitindo receber, e integrar os alunos de outros cursos e Instituições no 2º e 3º ciclo de estudos do curso. Para facilitar a integração destes alunos contamos com o apoio de uma professores e tutores, que ajudam os alunos na escolha do seu percurso curricular.   

O 2º ciclo de estudos de EFT ou Mestrado em Engenharia Física Tecnológica (MEFT) permite ao aluno desenvolver sua criatividade, aprendem a ser resilientes, ficando assim mais bem preparados para avançar para doutoramento ou então ingressar no mercado de trabalho, possivelmente numa das muitas empresas internacionais que recruta diretamente no IST. Estas e outras informações podem ser encontradas em CareerDiscovery@Técnico. Para mais informação contactar a coordenação do curso.

Destinatários

A formação em Engenharia Física Tecnológica (EFT) está desenhada para gerar inovadores, pensadores "fora da caixa", capazes de enfrentar desafios nas fronteiras do conhecimento, determinando investimentos cruciais para a sociedade, nas áreas da Física, Engenharia e Tecnologia. 

Esta formação permite ingressar no mercado de trabalho, em funções compatíveis com os diferentes ciclos de estudos (licenciatura LEFT, mestrado MEFT e doutoramento), em áreas como a energia, ambiente, saúde, biomedicina, serviços financeiros, investigação, organização e visualização da informação, comunicações e computação. O segundo e terceiro ciclo de estudos (MEFT e Doutoramento) permitem  receber, e integrar os alunos de outros cursos e Instituições com formação prévia adequada.

Saídas Profissionais

A facilidade de  colocação no mercado de trabalho é um dos fatores privilegiados pelos candidatos ao ensino superior, nomeadamente quando consideram a opção de ingresso num curso de Engenharia Física Tecnológica (EFT).

Na formação atual em EFT ao nível da licenciatura (LEFT) ou mestrado (MEFT) todos os alunos fazem estágios em unidades de investigação ou em empresas adquirindo assim uma experiência frequentemente decisiva para o seu futuro profissional. No âmbito da sua formação os alunos apreendem também a desenvolver a sua autonomia profissional e científica, através da realização de projetos individuais ou em equipa onde são estimulados a desenvolver a sua criatividade, espírito crítico, rigor da análise, e agilidade de pensamento. Um exemplo deste tipo de iniciativas é a organização semestral da workshop dos projetos de investigação do mestrado, como ilustrado neste link da 4ª edição da workshop do EFT  (1º semestre 2020/2021). O conteúdo das teses, com indicação do local onde foram realizadas  está disponível na secção Dissertações. Esta informação demonstra o largo espectro de competências dos diplomados em EFT. 

Dado o amplo espetro de formação em Física e Engenharia é possível encontrar graduados em EFT profissionais com perfis distintos, incluindo gestores de multinacionais, empresários que gerem as suas próprias empresas, investigadores doutorados em instituições de investigação científica e engenheiros qualificados em empresas de desenvolvimento de Tecnologia. Entre os principais empregadores de EFT contam-se empresas nas áreas de microtecnologias, nanoelectrónica, tecnologia espacial, energia, bioengenharia, desenvolvimento de software; instituições de ensino superior e/ou investigação científica; consultoras e bancos; institutos governamentais. Alguns exemplos podem ser encontrados nas seguintes Histórias de Alumni.

O Observatório de Empregabilidade do Instituto Superior Técnico (OEIST) elaborou um Relatório sobre a empregabilidade dos alunos diplomados no Mestrado de Engenharia Física e Tecnológica do IST que foi tornado público (ver aqui>). 

Regime de Funcionamento

Cada uma das unidades curriculares pode ter componente de ensino teórica, prática  e laboratorial.  A distribuição semanal de horas em cada uma destas componentes esta afixada no plano curricular e está de acordo com o publicado em Diário da República. 

Coordenadores

2021/2022
Ilídio Lopes
ilidio.lopes@tecnico.ulisboa.pt

A informação contida nesta página é da responsabilidade da equipa de coordenação do curso.