Dissertação

3D printed organ models and patient-specific dosimetry for children with heart disease EVALUATED

O interesse e uso da impressão 3D para uso clínico tem crescido nos últimos anos, uma vez que esta tecnologia tem uma grande capacidade de produzir estruturas anatómicas com grande detalhe e replicar anomalias complexas. O objetivo principal desta tese é criar modelos impressos em 3D do coração de crianças com cardiopatias, sejam elas congénitas ou adquiridas. Frequentemente, pacientes pediátricos com cardiopatias são submetidos a diferentes tipos de exames radiológicos ao longo da vida. A exposição precoce e prolongada é um motivo de preocupação uma vez que a exposição a radiação ionizante pode aumentar o risco de cancro ou outras doenças. Os modelos foram produzidos a partir de dados de três pacientes, através de Tomografias Computadorizadas (TC) e Ressonâncias Magnéticas (RM), do Centro de Referência de Cardiopatias Congénitas do Hospital de Santa Marta, seguindo as normas nacionais de proteção de dados e padrões de ética. Os modelos impressos apresentaram uma qualidade adequada de segmentação e impressão, reproduzindo com precisão as características anatómicas do coração e da vasculatura. No entanto, as limitações da TC em relação ao contraste para diferentes tecidos moles e a menor resolução da RM podem causar imperfeições localizadas nos modelos impressos em 3D. Este tipo de tecnologia atualmente não está disponível no sistema de saúde português. Assim, ao oferecer à comunidade médica um método rápido para melhorar os resultados cirúrgicos e de intervenção, bem como os procedimentos de otimização da dose, tornar-se-á uma vantagem para os resultados finais e a qualidade de vida do paciente.
Impressão 3D, Cardiopatias, Radiação ionizante, Dosimetria

Janeiro 20, 2021, 14:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

ORIENTADOR

Maria Teresa Ferreira Marques Pinheiro

Departamento de Engenharia e Ciências Nucleares (DECN)

Investigador Auxiliar

ORIENTADOR

Pedro Manuel Peixoto Teles

Faculdade de Ciências, Universidade do Porto

Professor Auxiliar