Dissertação

The Higgs in the Standard Model and slightly beyond EVALUATED

A recente descoberta do bosão de Higgs no LHC (Large Hadron Collider) confi rma a existência do campo de Higgs. Isto foi vital para confirmar que o Modelo Padrão (MP) das interacções fundamentais e, em particular, o mecanismo de Higgs-Englert-Brout (pelo qual Higgs e Englert receberam o prémio Nobel da Física em 2013) fornece uma descrição efectiva das interacções fundamentais. No entanto, vários resultados experimentais como os de oscilações de neutrinos, indicam que o MP não descreve a realidade de uma forma completa e que devemos procurar sinais de nova física. Nesta tese são estudados alguns aspectos teóricos relacionados com o campo/bosão de Higgs no contexto do MP. É revista a estrutura de gauge do MP e o papel do campo de Higgs no mecanismo de quebra espontânea da simetria electrofraca para gerar a massa dos bosões de gauge, dos fermiões e do próprio Higgs. Restrições teóricas à massa do bosão de Higgs são apresentadas e decaimentos do mesmo são analisados no contexto do MP. Especial ênfase é dado ao decaimento h->yy. Como exemplo de um cenário de nova física, consideramos uma extensão do MP onde se incluem tripletos escalares. Este modelo é particularmente apelativo porque pode acomudar um mecanismo para gerar a massa dos neutrinos (seesaw tipo II). No contexto deste modelo, analisam-se os decaimentos h->yy e h->yZ.
Modelo Padrão, Campo de Higgs, Decaimentos do Higgs, Mecanismo Seesaw

Novembro 14, 2014, 16:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Filipe Rafael Joaquim

Departamento de Física (DF)

Professor Auxiliar