Dissertação

A Evolução da Investigação em Portugal- O Impacto das Políticas Científicas na Ciência e na Economia EVALUATED

Analisa-se a evolução do sistema científico e tecnológico português, com o objectivo de compreender de que forma a política pública de ciência e tecnologia contribuiu para o desenvolvimento da Ciência e da Economia nacionais. Tradicionalmente um país muito atrasado a nível científico, a entrada na União Europeia em 1986 garantiu a Portugal os meios políticos e financeiros para modernizar o seu sistema científico e ditou o início de uma nova era da Ciência em Portugal. Analisamos as políticas científicas que vigoraram em Portugal desde essa altura, procurando relacioná-las com a evolução do investimento em I&D e contextualizá-las no panorama europeu. A base do trabalho assenta no estudo dos indicadores estatísticos de Ciência e Tecnologia. Verificamos que houve uma política razoavelmente estável de investimento na investigação, assente numa primeira fase num esforço público de financiamento e seguidamente focado no envolvimento do sector privado, tendo por objectivo relançar Portugal para os padrões europeus. São depois revistos os resultados dessas políticas, nomeadamente ao nível da formação de recursos humanos, da produção científica e do contributo para a inovação. De seguida, analisa-se o contributo dos Laboratórios Associados para o desenvolvimento do sistema científico nacional, através da comparação com os laboratórios de estado e restantes instituições de investigação. O trabalho fica concluído com um resumo dos principais resultados, acompanhado da discussão das suas implicações imediatas e da previsão do desempenho do sistema científico nacional no contexto de crise económica e financeira dos próximos anos.
I&D, Política Científica, Produção Científica, Inovação, Laboratório Associado.

Junho 20, 2012, 15:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Carlos António Abreu Fonseca Varandas

Departamento de Física (DF)

Professor Catedrático