Dissertação

Weak Gravitational Lensing with the Square Kilometer Array (Estudo do efeito das "Lentes Gravitacionais Fracas" com o Square Kilometer Array) EVALUATED

Nos últimos anos, a Energia Escura estabeleceu-se como um dos mais intrigantes componentes do Universo. Apesar de inferirmos a sua existência, pouco sabemos sobre a sua natureza e propriedades. Neste trabalho exploramos a capacidade da próxima geração de experiências em restringir a equação de estado da energia escura através de vários efeitos e as suas correlações. Começamos por uma breve revisão do actual modelo cosmológico padrão e teoria de inflação. Em seguida, estudamos perturbações no Universo, com ênfase no espectro de potência de matéria e na Radiação Cósmica de Fundo e as suas anisotropias. Revemos algumas sondas de energia escura como o efeito late-time Integrated Sachs-Wolfe (ISW) e sua correlação com Large Scale Structure surveys. Em seguida, exploramos a correlação entre o ISW e o Lensing gravítico fraco (em particular o observável convergência) e por fim exploramos a Tomografia de Lensing Gravítico e sua capacidade de restringir a equação de estado da Energia Escura. Para todas as sondas de Energia Escura apresentamos primeiro os aspectos teóricos de cada efeito e o cálculo do seu espectro de potência e a correlação entre os efeitos. Para saber quais as propriedades das experiências mais adequadas para a detecção do sinal usamos uma análise de sinal-ruído. De seguida, usando as experiências com um melhor ratio sinal-ruído, investigamos a capacidade dessas experiências para restringir diferentes modelos de energia escura, usando uma análise de matrizes de Fisher.
Cosmologia, Energia Escura, Integrated Sachs-Wolfe effect, Lensing Gravítico Fraco, Tomografia de Lensing Gravítico

Dezembro 13, 2010, 12:30

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

ORIENTADOR

Mário Gonçalo Rodrigues dos Santos

Centro Multidisciplinar de Astrofísica (CENTRA)