Dissertação

Validation of density fluctuation measurments at the ISTTOK edge plasma by optical diagnostics and Langmuir probes EVALUATED

As medidas das flutuações de densidade na periferia do plasma do ISTTOK são realizadas através de um foto-multiplicador (PMT) e de um foto-díodo (PD). Estas medidas são validadas comparando-as com as medidas das sondas de Langmuir (LPs). A validação das medidas do PD permitirá o uso de um detector óptico de menor custo do que um PMT. As sondas de Langmuir (LPs) dão uma medida fiável da densidade local do plasma nas máquinas de fusão. No entanto, as LPs perturbam o plasma e o uso das mesmas é limitado à periferia do plasma. Os PMTs são frequentemente usados para medir a radiação do plasma graças ao seu elevado ganho e reduzido nível de ruído sendo, porém, muito caros. A montagem experimental utilizada neste trabalho foi desenvolvida para a medição simultânea da densidade do plasma e da radiação das impurezas no mesmo volume de plasma. Esta montagem ainda permite a medição simultânea da radiação das impurezas com um PMT e um PD devidamente amplificado com um amplificador de trans-impedância. Mostrou-se que as propriedades das flutuações da radiação medidas pelo PMT e pelo PD são muito semelhantes às medidas pelas LPs. As correlações entre estas dão valores de 0.6-0.8 para o PMT e 0.4-0.6 para o PD. No entanto, a relação sinal-ruído e a largura de banda do sinal é pior para o PD. Apesar da limitação do PD, podemos concluir que os diagnósticos ópticos permitem a medição das flutuações de densidade do plasma até 100 kHz.
Foto-multiplicador, foto-díodo, amplificador de transimpedância, flutuações de densidade, radiação de impuresas

Novembro 29, 2010, 16:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

ORIENTADOR

Horácio João Matos Fernandes

Departamento de Física (DF)

Professor Auxiliar