Dissertação

Degradation Analysis of Craters on Mars EVALUATED

O rápido crescimento da tecnologia de aquisição de imagem levou a um enorme aumento na quantidade de imagens captadas por satélites planetários. A possibilidade de analisar o conteúdo dessas imagens foi um ponto de viragem na área de pesquisa planetária. Imagens de crateras de impacto estão entre as características geomorfológicas planetárias mais estudadas porque fornecem informação acerca de processos geológicos e são uma poderosa ferramenta para estimar a idade das superfícies planetárias. Além disso estudar estas estruturas ajuda a obter informações para uma futura exploração robótica ou mesmo humana ao Planeta Vermelho. Para superar anos de análise visual, neste projeto é apresentado um método para a classificação automática do grau de preservação (ou de degradação) das crateras de Marte com base no estado do seu rebordo. Características de textura foram extraídas e o desempenho do classificador testado em crateras de diferentes tamanhos e formas localizadas em 2 distintos quadrantes de Marte, Lunae Palus e Syrtis Major. O método proposto levou a desempenhos de classificação de ~ 80%. Embora o algoritmo de classificação seja menos adequado para classificar crateras de pequenas dimensões,( raio inferior a 16 pixels) e crateras com um GT demasiado ambiguo que causou dúvidas ao estabelecer a categoria correta para cada seção. Fenómenos de sobreposição de crateras e com iluminações solares muito distintas revelou-se outro obstáculo no desempenho do classificador, no entato este estudo, revelou ser uma contribuição importante para a construção futura de catálogos de preservação de crateras com um maior grau de exactidão.
Marte, crateras, preservação, rebordo, classificação

Novembro 6, 2015, 10:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação