Dissertação

Características operacionais ótimas de proteções direcionais de sobre-intensidade homopolar EVALUATED

A proteção de MIHD tem como função a proteção contra defeitos à terra, fazendo a seletividade das saídas na subestação. Hoje em dia esta proteção é usada com uma parametrização que poderá ter pouca sensibilidade. Dado o número elevado de variáveis que influenciam o sistema, analisou-se o seu impacto de forma a otimizar as parametrizações existentes. Nomeadamente os defeitos muito resistivos que originam valores muito reduzidos de tensões residuais, correntes residuais e o ângulo entre estas de forma a distinguir a exploração normal da rede MT. Inicialmente desenvolveu-se um estudo dos erros associados aos aparelhos de medida e seus esquemas elétricos, utilizados no cálculo da tensão e corrente residuais. Em seguida procedeu-se ao teste de uma unidade de proteção no laboratório, com vista a aferir os erros de amplitude e fase das entradas de tensão e corrente. Como o regime de neutro adotado e as suas características aérea, subterrânea ou mista, são fatores importantíssimos, procedeu-se à análise dos vários regimes de neutro com o intuito de definir as zonas de operação. Para a sua correta operação simularam-se no software ATP várias topologias de redes e níveis de tensão. O estudo teve em consideração as diferentes características de soluções normais como armações, cabos, linhas e altura. As condições de simulação escolhidas foram para o funcionamento em regime permanente de modo a calcular as assimetrias naturais das redes de MT. Finalmente com base nas informações detalhadas procedeu-se à análise probabilística das zonas de operação através de elipses de erro calculadas em MATLAB.
Proteção de MIHD, defeitos fase-terra, defeitos resistivos, redes de MT, potência homopolar complexa

Novembro 13, 2017, 15:30

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

José Luís Costa Pinto de Sá

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores (DEEC)

Professor Associado