Dissertação

New Approach to the Dissemination of Bivalve Consumption Safety Information EVALUATED

Casos de intoxicação por ingestão de moluscos bivalves na Europa forçaram a que a Comissão Europeia aprovasse legislação a exigir que as companhias de pesca inserissem nas etiquetas comerciais de bivalves a informação essencial ao diagnóstico das condições dos bivalves aquando da sua pesca. Esse diagnóstico é feito através do site do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), onde é possível consultar o estado de pesca de qualquer espécie em Portugal Continental. Para de modernizar o modo como o IPMA chega aos Portugueses, desenvolveu-se uma aplicação móvel para Android e iOS capaz de substituir a consulta da secção de bivalves site do IPMA. Esta permite saber o estado de consumo qualquer espécie de bivalves encontrada em Portugal continental. Existem dois métodos disponíveis para realizar uma consulta: formulário e algoritmo de leitura de etiquetas. Este usou como base o algoritmo open-source da Google, Tesseract. De modo a testar o algoritmo de leitura de etiquetas, foram recolhidas 86 etiquetas. Durante a fase de testes constatou-se que cerca de 30% das etiquetas não continham a informação dita obrigatória pela Comissão Europeia. Verificou-se também existir grande variabilidade na estrutura e formatação de texto das etiquetas. Estes factores levaram a que a precisão do ALE fosse de aproximadamente 76%. Conclui-se que a aplicação móvel, encontrando-se pronta para entrar na fase de produção, não lhe será implementado o algoritmo de leitura de etiquetas até que seja possível obter uma maior precisão.
Segurança alimentar, aplicações de saúde, bivalves, moluscos, etiquetas comerciais

Junho 1, 2018, 16:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Mafalda Marques Carapuço

IPMA

Doutorada

ORIENTADOR

João Nuno De Oliveira e Silva

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores (DEEC)

Professor Auxiliar