Dissertação

Assessment of Fault Ride Through Capability of Wind Generation System with a Doubly-Fed Induction Generator EVALUATED

Atualmente é obrigatório que as turbinas eólicas se mantenham ligadas à rede aquando da ocorrência de uma cava de tensão. De facto, é requisito das entidades reguladoras e do gestor da rede de transporte que os sistemas eólicos tenham capacidade de “Fault Ride Through” (FRT), pois uma eventual desconecção poderia causar perturbações em cascata na rede, devido à falta de tensão. Além disso, deverão garantir o suporte de potência reactiva para determinados perfis de cavas, também de acordo com as normas em vigor. Neste trabalho pretende avaliar-se a capacidade de FRT de uma turbina eólica incorporada com uma máquina de indução duplamente alimentada e um conversor AC/DC - DC/AC. Este conversor permite controlar a velocidade do eixo da turbina e garantir o seguimento do ponto de máxima potência (MPPT). É instalado com um andar DC intermédio não só para o armazenamento de energia como também para facilidade de controlo dos conversores AC/DC e DC/AC. A capacidade de FRT é assegurada por um crowbar ligado em série com o rotor da máquina, activado quando a tensão no andar DC excede um determinado limite de segurança. O modelo simulado permite estudar o comportamento em caso de cava simétrica, com profundidade de 80% durante 500 ms e duração total de 2 s. A capacidade de FRT é corroborada, pois o crowbar é ativado corretamente para proteger o equipamento. Durante a cava, o suporte de potência reactiva à rede para auxiliar a elevar a tensão passa a ser prioridade, em detrimento do MPPT.
Turbina Eólica, Máquina de Indução Duplamente Alimentada, Conversor Back-to-Back, Cavas de Tensão, Capacidade de Fault Ride Through, Seguidor de Potência Máxima

Maio 31, 2019, 15:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

ORIENTADOR

Sónia Maria Nunes dos Santos Paulo Ferreira Pinto

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores (DEEC)

Professor Auxiliar