Dissertação

Interdomain Routing Without Instabilities EVALUATED

A Internet é composta por um conjunto de Autonomous Systems (ASs). Todas as ASs participam num único protocolo de encaminhamento, chamado Border Gateway Protocol (BGP), que lhes permite aprender caminhos para chegar aos vários destinos. O BGP permite que os administradores de ASs definam um alargado leque de políticas de encaminhamento de forma autónoma. Contudo, não dá garantias de estabilidade. Este trabalho investiga a relação entre as políticas de encaminhamento e as aselhas, e o impacto que estas têm na capacidade do BGP estabilizar. Em particular, este trabalho foca-se em estabilizar o BGP para a políticas de encaminhamento isótonas. É proposto um \textit{addon} ao BGP, chamado de Self-Stable BGP (SS-BGP), que garante terminação para políticas isótonas. O SS-BGP adiciona ao BGP, a capacidade de distinguir entre aselhas temporárias e aselhas persistentes, e de eliminar as últimas. A eliminação gradual de aselhas persistentes garante terminação com políticas isótonas e melhora a estabilidade do BGP num caso geral. O desempenho do SS-BGP foi avaliado por simulação. Foi desenvolvido um simulador por eventos-discretos capaz simular o BGP e o SS-BGP para topologias com um elevado número de nós, como é o caso da topologia da Internet. Foram realizadas várias simulações do BGP e do SS-BGP em topologias realistas da Internet com variações realistas das políticas base de encaminhamento interdomínio. Os resultados mostram que o SS-BGP termina em todos os casos, ao contrário do BGP, sendo necessário que apenas uma percentagem muito reduzida das ASs tenha que alterar as suas políticas de importação.
Internet, BGP, oscilações de encaminhamento, estabilidade do protocol, isotonicidade

Maio 19, 2017, 18:15

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

João Luís Da Costa Campos Gonçalves Sobrinho

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores (DEEC)

Professor Associado