Dissertação

Interface Modular Cérebro-Computador EVALUATED

As interfaces cérebro-computador são sistemas que controlam dispositivos externos através do pensamento. Uma forma de ler e interpretar os sinais gerados pelo cérebro é através de electroencefalografia. Devido à elevada impedância existente entre a pele e o eléctrodo e a típicas interferências de fontes de perturbações electromagnéticas, o sistema projectado inclui uma relação de rejeição de modo comum e impedância de entrada elevadas. Um sistema protótipo foi desenvolvido de modo a cumprir estas especificações. Este sistema protótipo é composto por duas placas electrónicas: uma de controlo do sistema que contém uma FPGA que faz a aquisição no domínio digital e controla a comunicação entre o sistema e o computador e outra que faz a aquisição analógica dos sinais vindos dos eléctrodos, filtra-os através de um filtro passa-baixo e converte-os para o domínio digital. A comunicação da placa de controlo com a placa de aquisição dos sinais é feita por comunicação SPI e a comunicação do sistema com o computador é feita por uma porta série RS232. A placa de controlo do sistema está preparada de modo a tornar o sistema escalável, ou seja, de modo a que se possam adquirir sinais vindos dos eléctrodos em múltiplos de 8, até 128 sinais. A placa de aquisição foi projectada de modo a que possa ser replicada e adicionada ao sistema sem complicações. No computador, um programa de interface em C# foi desenvolvida de modo a visualizar a informação vinda de uma placa de aquisição e guardar essa informação num ficheiro.
BCI, EEG, eléctrodos, ondas cerebrais.

Dezembro 9, 2010, 18:0

Documentos da dissertação ainda não disponíveis publicamente

Orientação

CO-ORIENTADOR

Leonel Augusto Pires Seabra de Sousa

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores (DEEC)

Professor Associado

ORIENTADOR

Moisés Simões Piedade

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores (DEEC)

Professor Catedrático