Breve Introdução

Este mestrado visa formar especialistas habilitados a abordar e resolver problemas usando métodos e técnicas de uma vasta gama que constitui a Engenharia e Ciência de Dados. Pretende-se também iniciar os estudantes à investigação nesta área, dotando-os de capacidade para apreenderem os avanços e técnicas mais recentes, aspecto de extrema importância, por se tratar de uma área de enorme dinamismo, com um alto ritmo de inovação, exigindo dos seus praticantes uma elevada capacidade de actualização. Esta formação preparará também os estudantes para prosseguir uma carreira de investigação, quer em ambiente académico, quer em grupos de investigação e desenvolvimento em Engenharia e Ciência de Dados, hoje em dia cada vez mais comuns em empresas de várias dimensões. 

Objectivos

  • Formar especialistas com competências sólidas num subconjunto das disciplinas que integram a Engenharia e Ciência de Dados, habilitados a abordar e resolver uma vasta classe de problemas em aquisição, gestão e processamento de dados e em extração, análise e visualização de informação.
  • Habilitar os estudantes a integrar equipas de trabalho, as quais são, tipicamente, de grande dimensão e com alguma heterogeneidade e multidisciplinares, incluindo especialistas com diferentes perfis de especialização.
  • Iniciar os estudantes à investigação em Engenharia e Ciência de Dados, dotando-os de capacidade para apreenderem os avanços e as técnicas mais recentes e para actualizarem os seus conhecimentos no decorrer da sua vida profissional.
  • Familiarizar os estudantes com problemas e aplicações práticas, nos quais se empregam técnicas e métodos de Engenharia e Ciência de Dados, quer em ambiente empresarial, de serviços e indústria, quer em aplicações de natureza científica. 

Destinatários

Podem canditar-se licenciados, preferencialmente nas áreas de matemática ou estatística, engenharia, finanças, economia ou gestão, ou em áreas afins, desde que possuam  formação básica em estatística, álgebra e programação. 


  

Saídas Profissionais

O interesse das empresas e das organizações (privadas e públicas, com ou sem fins lucrativos) em vários tópicos da Engenharia e Ciência de Dados tem vindo a crescer exponencialmente. O tecido empresarial conhece bem o enorme valor económico/comercial da informação e da sua utilização como elemento diferenciador entre competidores, no que frequentemente se designa por business intelligence. Também o sector financeiro usa crescentemente técnicas e ferramentas da Engenharia e Ciência de Dados, não só para dar suporte e auxílio a decisões estratégicas, como também em muitas outras aplicações, desde a avaliação de crédito até às transações em bolsa baseadas em algoritmos (algorithmic trading).


A Ciência de Dados é também uma área essencial da moderna segurança informática e das comunicações, sendo consensual que apenas técnicas que permitam lidar com e analisar os enormes volumes de dados que fluem nas modernas redes de comunicações e na Internet permitirão prever e identificar intrusões e outras ameaças à segurança.

A par com (e essencialmente devido a) este enorme interesse, são cada vez em maior número as oportunidades de trabalho nesta área, tanto no estrangeiro como em Portugal. Grandes empresas internacionais, tais como a Amazon, Ebay, IBM, Cisco, Google, Facebook, LinkedIn, Microsoft, Netflix e muitas outras, procuram muito activamente e contratam grandes números de especialistas em Engenharia e Ciência de Dados. Esta tendência também é seguida em Portugal por grandes empresas, tais como a EDP, o BNP Paribas, a Delloite Portugal, as empresas de telecomunicações (quer fabricantes de equipamentos, quer operadores), entre muitas outras, bem como por um número rapidamente crescente de startups tecnológicas com actividade nesta área. 

Regime de Funcionamento

O Mestrado em Engenharia e Ciência de Dados está organizado num tronco comum e num conjunto de unidades curriculares (UC) opcionais. 

O Tronco Comum oferece uma formação que se considera nuclear/essencial em informática, matemática e estatística para um especialista em Engenharia e Ciência de Dados, sendo constituído pelas seguintes 4 unidades curriculares:

  • 1 UC de Electrotecnia e Computadores escolhida de entre as seguintes duas opções, focando-se em competências nas áreas de aprendizagem e optimização:
    • Aprendizagem Automática / Machine Learning
    • Optimização e Algoritmos / Optimization and Algorithms
  • 1 UC de Informática escolhida de entre as seguintes duas opções, focando-se em competências de sistemas e tecnologias de informação:
    • Visualização de Informação / Information Visualization
    • Sistemas de Informação e Bases de Dados / Information Systems and Databases
  • 1 UC de Matemática escolhida de entre as seguintes duas opções:
    • Estatística Computacional / Computational Statistics
    • Análise Multivariada / Multivariate Analysis
  • UC de Aplicação de Engenharia e Ciência de Dados, onde se aborda problemas reais em ambiente empresarial ou de investigação.

Nota: Se um aluno possuir já formação considerada suficiente nas unidades curriculares nucleares de uma (ou mais) áreas, esta será substituída por outra, com a aprovação da comissão de coordenação do curso.


As UC opcionais são escolhidas de entre as apresentadas nas listas disponível na secção Currículo, sendo permitido a cada aluno realizar até 3 unidades curriculares em quaisquer unidades curriculares oferecidas em cursos de 2º ou 3º ciclo do IST ou em quaisquer unidades curriculares do Mestrado em Data Science da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, mediante aprovação da coordenação do MECD.

Por fim, a Dissertação deve seguir as regras em vigor no IST, sendo realizada sob co-orientação de dois professores de dois departamentos diferentes, dos três que suportam este mestrado (DM, DEEC, e DEI). 

Coordenadores

2019/2020
Mário Alexandre Teles de Figueiredo
mario.figueiredo@tecnico.ulisboa.pt

A informação contida nesta página é da responsabilidade da equipa de coordenação do curso.