Dissertação

Inspeção e avaliação estrutural de pavimentos de madeira em edifícios antigos EVALUATED

O presente trabalho visa analisar a metodologia corrente para avaliação estrutural de pavimentos de madeira em edifícios antigos. Esta baseia-se na classificação visual adaptada a estruturas em serviço, acrescendo a abordagem referente à degradação biológica. Esta avaliação estrutural foi dividida em duas fases: a campanha de inspeção e diagnóstico e análise estrutural. Dada a complexidade e quantidade de conceitos inerentes a esta avaliação, foi desenvolvida uma metodologia expedita para cada uma das fases. Neste sentido, foi elaborada uma ficha de inspeção e diagnóstico a utilizar na respetiva campanha, e resumida a análise estrutural descrita no Eurocódigo 5. Esta metodologia foi testada num caso de estudo para demonstrar o procedimento completo numa avaliação de vigamentos de madeira em serviço. Apresenta-se, ainda, uma metodologia alternativa para a quantificação de propriedades físico-mecânicas da madeira, através de uma técnica de diagnóstico não destrutiva. Neste âmbito, foi realizada uma campanha laboratorial para obtenção dos valores reais de massa volúmica e resistência à compressão axial, que foram comparados com os valores estimados para esses parâmetros in-situ, segundo correlações propostas neste método, de modo a validar a metodologia. O ensaio de perfuração controlada demonstrou ser um equipamento de elevada relevância para este tipo de estruturas, principalmente a complementar a inspeção visual. Relativamente ao caso de estudo e como conclusão da tese, constatou-se que 70% das vigas da estrutura analisada verificam critérios de desempenho rigorosos. Isto demonstra que outros edifícios similares podem ter muitos dos seus elementos de madeira preservados aquando a sua reabilitação, abordagem invulgar na atualidade.
Vigamentos de madeira, estruturas em serviço, ficha de inspeção, classificação visual, degradação biológica, Eurocódigo 5

Novembro 18, 2019, 12:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Inês Dos Santos Flores Barbosa Colen

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Associado

ORIENTADOR

Maria Dulce e Silva Franco Henriques

ISEL - Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Professor Adjunto