Dissertação

Avaliação do desempenho duma mistura betuminosa temperada com betume aditivado para tal EVALUATED

Nos últimos anos têm-se registado uma crescente preocupação com as questões ambientais, sendo a diminuição do consumo de combustíveis fósseis e consequente redução da emissão de gases com efeito de estufa, um dos principais desafios da sociedade atual. É neste contexto que surgem as misturas betuminosas temperadas que, por serem produzidas e compactadas a temperaturas inferiores, face às misturas betuminosas convencionais, envolvem menor consumo de energético e, consequentemente, menores impactos ambientais. Para que as misturas betuminosas temperadas sejam implementadas é necessário comprovar que o seu desempenho é melhor ou, pelo menos semelhante, ao das misturas equivalentes convencionais. Assim, esta dissertação tem como objectivo o estudo do desempenho duma mistura betuminosa temperada feita com betume comercial aditivado para tal e a sua comparação com o desempenho duma mistura betuminosa convencional equivalente. As misturas em estudo são do tipo AC 14 Surf 35/50 (BBr) e o seu desempenho foi avaliado através da execução de ensaios laboratoriais. Inicialmente foi realizado o estudo de Marshall, para determinação da percentagem óptima betume, e posteriormente, foram realizados os ensaios de sensibilidade à água (ITSR), de deformabilidade, de fadiga e de pista (Wheel Tracking). Os resultados obtidos demonstraram que o comportamento mistura betuminosa com betume convencional é, em geral, melhor. No entanto, nada obsta a que se possa optar pela utilização do betume temperado no sentido de poupar recursos energéticos e portanto ser mais conforme ambientalmente ou até usar esse tipo de mistura em condições climáticas mais frias tirando partido das suas mais baixas temperaturas de compactação.
Pavimentos Rodoviários, Betume Aditivado, Misturas Betuminosas Temperadas, Misturas Betuminosas Convencionais, Desempenho

Outubro 29, 2019, 9:0

Publicação

Obra sujeita a Direitos de Autor

Orientação

ORIENTADOR

Luís Guilherme De Picado Santos

Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos (DECivil)

Professor Catedrático